Afinal o champanhe não é um bom aliado apenas para a celebração de festas ou aniversários. E se lhe dissermos que ele pode mesmo ser bom para a saúde? O champanhe raramente faz parte do dia-a-dia da maioria das pessoas por ser considerado apenas digno de ocasiões especiais, contudo, pode ser um bom medicamento se consumido em conta, peso e medida. O Telegraph enumerou cinco boas razões para beber mais champanhe, a bebida acessória que deve deixar de o ser.

Melhora a memória

BRISTOL, UNITED KINGDOM - MARCH 10: Kerrie Grist looks at a real human brain being displayed as part of new exhibition at the @Bristol attraction on March 8, 2011 in Bristol, England. The Real Brain exhibit - which comes with full consent from a anonymous donor and needed full consent from the Human Tissue Authority - is suspended in a large tank engraved with a full scale skeleton on one side and a diagram of the central nervous system on the other and is a key feature of the All About Us exhibition opening this week. (Photo by Matt Cardy/Getty Images)

Créditos: Matt Cardy/Getty Images

O Telegraph explica que cientistas da Universidade de Reading fizeram uma experiência com ratos para averiguar o efeito do champanhe nos níveis de concentração e memória. Foi dado champanhe a um grupo de animais durante seis semanas e, em seguida, foi-lhes pedido que completassem um labirinto, concluindo que sem champanhe a taxa de sucesso atingiu os 50%, sendo que depois do champanhe os níveis aumentaram para 70%.

“A pesquisa é emocionante porque ilustra pela primeira vez que o consumo moderado de champanhe pode influenciar o funcionamento cognitivo, como a memória” disse um dos investigadores, Jeremy Spencer, que considera que a ingestão de três copos de champanhe por semana pode ajudar a retardar o aparecimento de doenças degenerativas cerebrais, como a demência.

Mesmo assim, falta um passo final para comprovar a teoria: fazer o teste em humanos e Spencer revelou já ter muitos candidatos dispostos a participar e testar os efeitos da bebida.

Faz bem ao coração

BRIGHTON, CO - APRIL 30: Physician's assistant Stephanie Miller checks the heart rate of an immigrant farm worker from Mexico during mobile clinic visit to a farm on April 30, 2013 in Brighton, Colorado. Salud family Health Centers sends a mobile clinic to farms throughout northeastern Colorado to serve the migrant population, many of whom ave little access to health care, which has become a major issue in health care reform proposals. (Photo by John Moore/Getty Images)

Créditos: John Moore/Getty Images

Todos já ouvimos falar dos benefícios de beber um copo de vinho tinto à refeição, mas agora o champanhe também parece querer entrar na corrida. Um outro estudo descobriu que o champanhe contém elevados níveis de antioxidantes (encontrados nas uvas vermelhas, mas em menor quantidades nas brancas), que podem ajudar a reduzir a pressão arterial e a prevenir problemas cardíacos.

“Descobrimos que um par de copos por dia pode ter um efeito benéfico sobre as paredes dos vasos sanguíneos, o que sugere que o champanhe tem potencial para reduzir derrames e doenças cardíacas”, disse Jeremy Spencer.

Ficar “alegre” rapidamente

MONTMELO, SPAIN - MAY 11: Race winner Lewis Hamilton of Great Britain and Mercedes GP sprays champagne as he celebrates on the podium during the Spanish Formula One Grand Prix at Circuit de Catalunya on May 11, 2014 in Montmelo, Spain. (Photo by Dan Istitene/Getty Images)

Créditos: Dan Istitene/Getty Images

Não é que ficar embriagado traga um grande benefício para a saúde. No entanto, como o efeito da bebida é rápido, o seu humor pode melhorar muito e rapidamente. Os investigadores acreditam que este até pode ser um benefício, não físico, mas sobretudo mental.

Mas por que é que o champanhe tem este efeito rápido? A explicação está nas bolhas. A Universidade de Oxford realizou uma experiência com vários participantes e descobriu que os níveis de álcool no sangue, para aqueles que beberam champanhe, aumentaram mais rapidamente 20 minutos depois, em comparação àquelas que beberam vinho.

A efervescência da bebida entra na corrente sanguínea de uma forma mais rápida, mas apesar disso o efeito não é duradouro, já que 45 minutos depois vai sentir-se tal e qual como se tivesse bebido apenas um copo de vinho.

Melhora a pele

Mercedes AMG Petronas F1 Team's British driver Lewis Hamilton (L) sprays champagne as he celebrates on the podium after his victory in the Formula One Chinese Grand Prix in Shanghai on April 12, 2015. AFP PHOTO / JOHANNES EISELE (Photo credit should read JOHANNES EISELE/AFP/Getty Images)

Créditos: Johannes Eisele/AFP/Getty Images

Este pode ser um produto de desintoxicação caro, mas que pode valer a pena pela sua eficácia.

“O champanhe desintoxica a pele através da ação dos antioxidantes e o ácido tartárico ajuda a manter equilíbrio do tom da pele”, revelou a dermatologista Marina Peredo. “Para aqueles com pele oleosa, as propriedades antibacterianas também podem ajudar”, acrescentou.

Tem menos calorias do que o vinho

A glass of Champagne is served for a tasting, on December 11, 2008 at the producer Ruinart's cellars in Reims, northeastern France. The once sparkling shipments of France's premium export Champagne have dropped 4,9% during the first 10 months of the year, according to professionnals, but strong sales continue in emerging countries. AFP PHOTO ALAIN JULIEN (Photo credit should read ALAIN JULIEN/AFP/Getty Images)

 Créditos: Alain Julien/AFP/Getty Images

Se está em dieta ou à procura da ingestão de menos calorias, o champanhe pode ser a escolha mais favorável em relação ao vinho ou à cerveja. Um pequeno copo de champanhe pode ter entre 80 a 100 calorias, menos de que um copo de 175 ml de vinho – sendo certamente mais saudável que a cerveja.

Por tudo isto, já sabe, vale a pena abrir uma garrafa de champanhe para comemorar… a sua saúde.