O treinador do FC Porto, Julen Lopetegui destacou o facto de “não ser fácil vencer uma equipa que vem de duas derrotas importantes”, numa alusão ao jogo de sábado com o Sporting, da 15.ª jornada I Liga de futebol.

Na conferência de antevisão do ‘clássico’ do próximo sábado, no Estádio José de Alvalade, o treinador portista enfatizou as dificuldades que os ‘dragões’ vão encontrar no duelo entre os dois primeiros classificados do campeonato.

“O Sporting é uma equipa que melhorou, é agressiva na sua maneira de jogar, tem competido bem e até há pouco tempo esteve no primeiro lugar, pelo que nos vai colocar dificuldades”, afirmou o treinador basco.

Numa resposta à disponibilidade manifestada por Jorge Jesus, treinador do Sporting, para o cumprimentar na receção em Alvalade, Lopetegui alinhou na cortesia e disse que fará o mesmo caso se cruzem. “Os problemas com Jorge Jesus estão sanados, ano novo vida nova”, acrescentou.

Reiterando a importância do jogo, garantiu um FC Porto que vai “com vontade de jogar na máxima força, de vencer e superar o Sporting no seu campo”.

“Estamos no primeiro lugar e com vontade de ganhar os três pontos. Não vai ser fácil. É difícil que o Sporting perca três jogos importantes seguidos”, alertou o treinador portista, referindo-se à eliminação dos ‘leões’ da Taça de Portugal com uma derrota no terreno do Sporting de Braga, por 4-3, após prolongamento, e ao desaire na Madeira perante o União (1-0), na jornada anterior do campeonato.

Depois disso, o Sporting venceu o Paços de Ferreira em casa, por 3-1, em jogo da Taça da Liga disputado na terça-feira, no mesmo dia em que no FC Porto foi batido no Dragão pelo Marítimo, por 2-1.

Numa análise ao jogo de sábado afirmou: “É mais difícil para quem está atrás do que para quem segue à frente. Vamos focados em fazer o nosso trabalho e em fazer um bom jogo. Queremos ser protagonistas no campo adversário”.

Para Lopetegui – que se escusou a comentar as recentes palavras de apoio do presidente do FC Porto, Pinto da Costa -, os ‘clássicos’ têm “sempre uma conotação que faz deles muito mais do que os três pontos em disputa”.

Ao árbitro da partida de sábado, Hugo Miguel, desejou-lhe “feliz ano novo e boa sorte”, e destacou o facto de se tratar de “um jogo importante para as duas equipas e também para a de arbitragem”.

E depois de considerar “não haver favoritos” no duelo em Alvalade, “porque se o houvesse haveria sempre que o provar dentro de campo”, Lopetegui deixou em aberto a estratégia a apresentar em Lisboa.

“Depende se vamos alinhar com quatro ou três médios. A decisão será tomada amanhã. Logo se verá o que é melhor para a equipa”, afirmou Lopetegui numa antevisão que terminou com um alerta: “para vencer há que fazer um bom jogo, atacar e defender bem, o adversário vem de duas derrotas e nós vamos com toda a vontade do mundo para ganhar”.