Mourinho e Benítez nem são propriamente amigos – até estiveram envolvidos numa polémica um com o outro. Tudo começou quando a mulher do espanhol afirmou, em entrevista, que Benítez tinha de “limpar” o que Mourinho deixara, nos clubes que o contrataram. O treinador português não gostou: e acusou Rafa Benítez, seu sucessor no Inter de Milão, de “em seis meses ter destruído a melhor equipa europeia”. Essa mesmo que Mourinho lhe deixou, e que no ano anterior vencera a Liga dos Campeões. Pelo meio, ainda avisou a mulher de Benítez que se devia preocupar “com a dieta do marido”, em vez de se preocupar consigo.

Algo, porém, une-os: o desemprego. Os dois foram despedidos dos clubes que orientavam durante a presente temporada: primeiro José Mourinho, que rescindiu com o Chelsea e depois Benítez, demitido por Florentino Perez, presidente do Real Madrid. A partir dessa união temporária, o jornalista Jonathan Liew, do jornal britânico The Telegraph, imaginou uma conversa entre os dois, a partir do WhatsAp: iniciada às 01h17. Nós transcrevemo-la para si:

Rafa Benítez – Estás acordado José?

José Mourinho – O que é que queres?

Rafa Benítez – Nada

José Mourinho – Ok então.

José Mourinho – …

José Mourinho – …

José Mourinho – Tens a certeza?

Rafa Benítez – Não consigo dormir

José Mourinho – Eu também não

Rafa Benítez – Normalmente a esta hora estaria a ver vídeos, a preparar as sessões de treino, a pensar no jogo com o Deportivo no domingo

Rafa Benítez – Agora tenho uma palestra de equipa que ninguém ouvirá. Tenho estratégias táticas mas não tenho equipa

Rafa Benítez – Isto é a pior parte de sair de um clube. Os sonhos perdidos. O tempo livre

José Mourinho – A vida sem trabalho não tem sentido

José Mourinho – Depois do Chelsea me despedir, não consegui dormir durante 3 noites

José Mourinho – A Matilde [mulher] tentou pôr-me a ver séries televisivas

José Mourinho – Já viste House of Cards?

Rafa Benítez – Com o Kevin Spacey?

José Mourinho – Sim

Rafa Benítez – Não vi

José Mourinho – É sobre um homem muito poderoso que chega ao topo. Mas, porque é paranóico e cínico, não consegue desfrutar disso

José Mourinho – Faz inimigos com todos, eventualmente acaba por perder tudo

José Mourinho – Não sei porque é que a Matilde me faz ver isto

Rafa Benítez – Eles nunca compreenderam o que estava a tentar alcançar em Madrid

Rafa Benítez – Dei-lhes a maior vitória que tiveram em 56 anos. Ainda tínhamos hipóteses de ganhar títulos. Eles não compreendem que também temos de defender, não apenas atacar?

José Mourinho – (Emoji a chorar a rir)

José Mourinho – Esse é o teu problema. Pensas sempre que és mais inteligente que os outros

José Mourinho – “Os adeptos do Chelsea não percebem, os adeptos do Real não percebem, o Florentino Perez não percebe”

José Mourinho – Em todos os clubes eu digo: eu não sou o chefe, o presidente é que é o meu chefe, os fãs são os meus chefes. Se o Florentino Perez quiser cinco avançados, tu jogas com cinco avançados. Se os fãs do Real querem o Isco, tu jogas com o Isco

José Mourinho – É isso, simplesmente

Rafa Benítez – Não se eles querem ganhar. Não se quiserem sucesso.

José Mourinho – O que é o sucesso?

José Mourinho – Em toda a história, o Real Madrid ganhou, ganhou, ganhou tudo. Achas que mais um campeonato os impressiona?

José Mourinho – Cada vez que o James Rodríguez joga pelo Real Madrid, eles vendem 100 mil réplicas de camisolas na América Latina. Achas que se preocupam se ele perder o estatuto de marcador de livres

José Mourinho – Na época em que o Atlético de Madrid ganhou o campeonato, tiveram receitas de 170 milhões de euros

José Mourinho – O Real Madrid ficou em terceiro e teve receitas de 550 milhões de euros

José Mourinho – Achas que o Florentino Perez quer trocar de lugar?

José Mourinho – Portanto pergunto-te novamente: o que é o sucesso?

Rafa Benítez – Sou treinador há 30 anos. Vejo milhares de jogos. Estudo tendências e estatísticas

Rafa Benítez – Trabalho até horas tardias da noite. Nunca paro de estudar. Nunca paro de aprender. Porque é que as coisas nunca ficam mais fáceis, ficam sempre mais difíceis?

Rafa Benítez – As críticas nunca me perturbam. Mas perder o controlo perturba-me.

José Mourinho – Deixa-me contar-te uma história

José Mourinho – No verão passado o Diego Costa e eu estávamos em Londres para uma consulta com um especialista em cirurgias ao joelho

José Mourinho – Ele estava com fome, entramos no Greggs (cadeia de pastelarias britânica) e pedimos uma coisa chamada “linguiça com feijão e queijo derretido”

José Mourinho – Grande erro. A partir desse dia, tudo o que o Diego quer comer é a linguiça com feijão e queijo derretido do Greggs. Ao pequeno-almoço, ao almoço, ao jantar

José Mourinho – Eu digo-lhe: “Diego, és um atleta, não podes comer coisas calóricas do Greggs

José Mourinho – Ele diz-me: “Eu como o que me apetecer”

José Mourinho – O que é que eu posso fazer?

Rafa Benítez – Vês? O treinador é impotente.

Rafa Benítez – Com o Real Madrid era sempre as reuniões, os briefings, os rumores. Sempre que havia uma derrota ou um erro, o culpado era o treinador

Rafa Benítez – (Emoji com facas afiadas)

Rafa Benítez – Os culpados nunca eram os jogadores ou o presidente

José Mourinho – Este é um momento muito importante para o futebol

José Mourinho – Tu e eu – e eu não gosto de ti, mas respeito-te – somos dois dos melhores treinadores de futebol do mundo

José Mourinho – Apesar disso, não há segurança [de emprego]. Não há respeito. Ninguém nos livra das humilhações

Rafa Benítez – Então para que é que servimos? Somos treinadores de futebol, ou amestradores de circo? Somos homens com ideias, ou personagens de uma “telenovela”?

José Mourinho – Ontem à noite vi [um episódio] da Guerra dos Tronos.

José Mourinho – Está sempre alguém a morrer, a sangrar, a ser traído

José Mourinho – Vejo muitas semelhanças com a nossa profissão.

Rafa Benítez – (Emoji a aplaudir)

Rafa Benítez – Isto não é o desporto em que eu entrei. Às vezes não estou certo que seja sequer um desporto

Rafa Benítez – O que achas?

José Mourinho – Não sei.

José Mourinho – E é por essa razão que eu também não consigo dormir