Mais de 70 empresas portuguesas de têxteis-lar participam desta terça-feira a sexta-feira em Frankfurt, Alemanha, na principal feira internacional do setor, num investimento de 2,5 milhões de euros apostados em consolidar Portugal entre os principais exportadores mundiais.

Considerada “a mais importante” feira internacional de têxteis-lar e para hotelaria, a Heimtextil abre o calendário de feiras de 2016 da Messe Frankfurt e conta com um total de 2.700 expositores internacionais.

Segundo adiantou à agência Lusa fonte da organização da presença portuguesa – que este ano volta a destacar-se como “uma das mais importantes e prestigiantes” da feira -, a comitiva nacional de 72 empresas receberá hoje à tarde a visita do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e do secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, que vão a Frankfurt a convite da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP).

O objetivo é “contactar diretamente com empresas de um setor que tem contribuído significativamente para o aumento das exportações portuguesas”: Portugal é, atualmente, o 5.º maior exportador de têxteis-lar e artigos têxteis confecionados a nível mundial, com vendas estimadas de 700 milhões de euros em 2015 (mais 7% do que em 2014) e uma quota no total das exportações da indústria têxtil e de vestuário de 15%.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo a organização, “estima-se que o investimento feito pelas empresas portuguesas nesta feira seja superior a 2,5 milhões de euros”, sendo que 32 das empresas participantes beneficiam do apoio da Associação Home From Portugal, no âmbito do Programa Portugal 2020.

Durante os quatro dias da Heimtextil são esperados mais de 68.000 visitantes de 133 países, que ali se propõem conhecer as novidades e tendências mais recentes, assim como adquirir artigos têxteis.