H… de Hidrogénio. He… de Hélio. Li… de lítio. E por aí em diante, num total de 118 elementos químicos que compõem a tabela periódica. Provavelmente ainda se lembrava destes símbolos pois em algum momento da sua formação básica terá estudado esta tabela. E o nome Dmitri Mendeleev diz-lhe alguma coisa? Pois bem, foi este russo que nos ajudou a entender um pouco melhor o mundo, criando a tabela periódica.

Mendeleev faria hoje 182 anos e a Google não deixou passar a data em branco, assinalando-a no seu doodle de hoje, intitulando-o de “visionário”. Embora algumas das suas previsões estivessem erradas, escreve a Google, os princípios por trás da organização da tabela periódica permanecerá na base da química moderna.

Nascido em Tobolsk, a 8 de fevereiro de 1834, foi em 1869 que este físico e químico russo conseguiu fazer aquilo que muitos outros tinham antes tentado, sem sucesso: ordenar os símbolos químicos, numa tabela periódica, num total de 56 elementos, mostrando como eles se relacionam uns com os outros num padrão distinto. Foi ele também que conseguiu prever as propriedades de elementos que até então permaneciam desconhecidos.

Mendeleev deu aulas na Universidade e no Instituto Tecnológico de São Petersburgo. Escreveu vários livros, um dos quais sobre o funcionamento interno do espectroscópio, um instrumento concebido para medir as propriedades da luz através do espectro eletromagnético.

Dmitri Mendeleev morreu a 2 de fevereiro de 1907, em São Petersburgo.