No dia 15 de setembro de 1916 chegou às bancas, com uma capa ilustrada, a primeira edição da Vogue britânica. Quase 100 anos depois, celebra-se o aniversário daquela que é uma das revistas mais ilustres e influentes do mundo. Para soprar as velas, a revista não convidou a rainha de Inglaterra mas o curador Robin Muir para fazer uma retrospetiva sobre as quase 2.000 edições lançadas ao longo do último século. Assim nasceu a exposição “Vogue 100: A Century of Style” que vai reunir mais de 280 fotografias de moda e beleza na National Portrait Gallery, em Londres, a partir de dia 11 de fevereiro e até 22 de maio de 2016.

A mostra inédita acolhe imagens de arquivo dos últimos 100 anos de reconhecidos fotógrafos como David Bailey, Patrick Demarchelier, Nick Knight ou Mario Testino. O objetivo é incentivar o público a refletir sobre a influência da British Vogue no estilo, gosto, artes e sociedade do Reino Unido. Sem esquecer o papel de designers como Christian Dior, Yves Saint Laurent e Alexander McQueen no panorama da moda britânica. Ora comprove:

“As imagens expostas demonstram o trabalho dos melhores criativos de cada geração “, diz Alexandra Shulman, diretora da Vogue britânica, que está também a trabalhar num documentário sobre os bastidores da revista. “É absolutamente fascinante ver a evolução de estilos e de conteúdo com a passagem das décadas. Qualquer pessoa interessada em fotografia, moda, fama e revistas considerará esta uma experiência imperdível”, conclui a diretora, referindo-se à exposição.

No caso de não conseguir viajar até terras de Sua Majestade para visitar “Vogue 100: a Century of Style”, foi lançado um livro com o mesmo nome onde encontra várias das imagens de arquivo que vão estar nas paredes do museu. “Moda e retratos são o sangue da Vogue”, conclui Robin Muir, curador da exposição.

264_pub_vogue

O livro já está à venda e custa aproximadamente 52€.

Texto editado por Ana Dias Ferreira.