Rádio Observador

Vogue

Vogue britânica celebra 100 anos com documentário

O documentário ainda não tem nome mas promete um “acesso sem precedentes” aos bastidores da revista. Em 100 anos, esta será a primeira vez que os corredores da "bíblia da moda" serão filmados.

Alexandra Shulman, diretora da Vogue britânica, nos British Fashion Awards.

Pascal Le Segretain/Getty Images

Se sempre desejou conhecer os bastidores, os modelos, os fotógrafos, os jornalistas e as celebridades que aparecem na conceituada Vogue britânica, finalmente vai ter a sua oportunidade. Um documentário sobre a revista vai sair em 2016, mesmo a tempo de celebrar o centenário daquela que é apontada como a “bíblia da moda”, e vai ser dividido em dois episódios de 60 minutos.

À semelhança do filme The September Issue, que se foca na diretora da Vogue americana, Anna Wintour, e na edição da revista mais importante do ano, o documentário vai mostrar como cada artigo é feito desde o início, culminando na revista dos 100 anos. O canal responsável pela transmissão é a BBC e a produção ficou a cargo da companhia Lightbox, dos primos Simon e Jonathan Chinn — o primeiro vencedor de dois Óscares, com Man on Wire (2008) e Searching for Sugarman (2013), o segundo vencedor de um Emmy.

Entrevistada por um dos seus jornalistas, Alexandra Shulman, diretora da Vogue britânica, diz que está “muito satisfeita por trabalhar com a Lightbox num documentário que visa comemorar o centenário”, acrescentando que “nunca antes permitimos câmaras na revista, mas 100 anos parecem ser a altura ideal para mostrar o poder e a força da Vogue”.

Simon Chinn defende que esta é “uma oportunidade fantástica e sem precedentes para chegar ao coração da indústria de moda britânica e analisar o [seu] impacto a nível global”. O produtor promete ainda que vai haver “grandes personagens, histórias comoventes e muito glamour”, não descurando “questões importantes como o papel que a moda tem hoje no Reino Unido e no mundo”.

Uma coisa é garantida: serão duas horas da mais alta-costura. E como disse Anna Wintour a propósito de The September Issue, “só porque gosta de vestir um lindo vestido Carolina Herrera ou um par de calças de ganga J Brand em vez de alguma coisa básica do K-Mart, não significa que seja uma pessoa burra”. Que é como quem diz: só por estar entusiasmado com este documentário não significa que seja fútil.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)