Obrigado por ser nosso assinante. Beneficie de uma navegação sem publicidade intrusiva.

Diz o ditado que “somos o que comemos”. A sabedoria popular tem fundamentação no impacto que a alimentação tem na saúde global do organismo, algo que se reflete — literalmente — no rosto. Se há quem jure a pés juntos que comer chocolate provoca borbulhas, há quem garanta que isso não passa de um mito. Mas na opinião de Nigma Talib, uma especialista em cosmética, a frase “hoje, estás cá com uma cara…” é mais do que um comentário pouco simpático. Segundo contou à revista Elle, o rosto exibe marcas características sempre que abusamos de certos alimentos ou bebidas. Se costuma ouvir muitas vezes que está com má cara, saiba o que lhe pode andar a dar cabo do bom ar.

Cara de “açúcar”

O consumo de açúcar em excesso reflete-se em linhas e rugas mais acentuadas na testa, papos sob os olhos e ossos mais salientes, borbulhas com pus, pele mais fina, palidez, tom levemente acinzentado e sobrancelhas mais finas.

sugar_face2

A causa?
O açúcar em excesso gera desequilíbrios na flora bacteriana do intestino, o que provoca alterações hormonais que causam borbulhas. As subidas dos níveis de insulina, que acontecem sempre que o organismo tem que digerir açúcares, também pressionam as glândulas adrenais (ou suprarrenais) que controlam o crescimento das sobrancelhas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Cara de “vinho”

Linhas mais pronunciadas, vermelhidão entre os olhos e pálpebras caídas são alguns dos sinais típicos no rosto de quem bebeu mais vinho do que devia. Os poros ficam mais visíveis e a pele fica desidratada e mais ressequida. As linhas de expressão tornam-se mais percetíveis e os sulcos nasolabiais ficam mais profundos. Para além das típicas bochechas avermelhadas.

wine_face2

A causa?
O vinho e as bebidas alcoólicas em geral provocam desidratação no organismo, e na pele seca as linhas e as rugas ficam mais fundas e visíveis. O álcool também é responsável pela dilatação dos capilares (as veias mais finas), o que provoca as vermelhidões.

Cara de “glúten”

Os efeitos adversos que o glúten, a proteína do trigo, causa em alguns organismos são cada vez mais conhecidos, o que tem levado muitos — e não apenas quem sofre de doença celíaca (uma patologia autoimune que desencadeia no organismo uma resposta inflamatória que origina a progressiva destruição da mucosa do intestino delgado) — a excluírem a proteína da sua dieta. Bochechas inflamadas, manchas escuras na pele e pontos negros ao redor do queixo são alguns sinais de que deve moderar o consumo de glúten.

gluten_face2

A causa?
O glúten pode desencadear uma reação inflamatória do organismo que causa também inchaço e manchas vermelhas. Quem reage mal à ingestão da proteína do trigo fica também mais suscetível a desequilíbrios hormonais que originam borbulhas, em especial na região do queixo.

Cara de “laticínios”

Existem cada vez mais pessoas que evitam o consumo de laticínios, em especial devido ao facto de a lactose (um açúcar naturalmente presente no leite e alguns derivados) ser de difícil digestão. Os laticínios causam inchaço das pálpebras, papos e olheiras. As bolinhas brancas, chamadas millium (e que costumam erradamente ser confundidas com acne) também se podem dever à ingestão excessiva de derivados do leite.

dairy_face2

A causa?
A intolerância à lactose afeta o sistema imunitário, provoca reações inflamatórias no organismo e causa inchaços um pouco por todo o corpo, incluindo nas pálpebras. O estrogénio e a progesterona, duas hormonas presentes no leite, estimulam a produção de gordura nas células e o sebo bloqueia os poros, uma das causas do aparecimento de borbulhas.