A atriz Tereza Rachel morreu este sábado aos 81 anos. Estava internada desde o dia 30 de dezembro do ano passado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital São Lucas, em Copacabana, Brasil. Tereza Rachel morreu devido a uma obstrução intestinal que se agravou.

Nasceu em 1934 na cidade de Nilópolis, no Brasil, com o nome de Teresinha Malka Brandwain e esteve casada com o cineasta Ipojuca Pontes.

Começou no teatro na década de 1960 e participou em peças como “Liberdade, liberdade”, em 1965, e “Édipo rei”, em 1967. Já na televisão, mais precisamente na Globo, Tereza entrou em “O astro” (1978), “Louco Amor” (1983) e “Que rei sou eu?” (1989). Fundou ainda o teatro Tereza Raquel na década de 70 em Copacabana.

Tereza foi responsável por trazer vários textos da vanguarda para serem representados no Brasil pela primeira vez. Foi o caso de “A mãe” (1971), do polaco Stanislaw Witkiewicz, que conheceu em Paris.

Nos últimos anos fez pequenos papéis em novelas como “Caras e bocas” (2009), “Tititi” (2010) e “Babilônia”, além da série “Alice” (2008), da HBO.