O desastre de Hillsborough, que resultou na morte de 96 pessoas durante um jogo de futebol entre o Liverpool e o Nottingham Forest, foi provocado por falhas policiais, decidiu um júri esta terça-feira. O desastre é considerado um dos maiores de sempre em jogos de futebol.

O júri, que deliberou que a situação se tornou perigosa devido a erros policiais que podiam ter sido evitados, decidiu igualmente que os fãs do Liverpool não podem ser considerados culpados pelo desastre.

A polícia de Yorkshire Sul afirmava que a culpa do desastre era de fãs desordeiros, sendo que o veredicto de 1991 afirmava que as mortes tinham sido acidentais, sendo impossível encontrar culpados.

A 15 de abril de 1989, 96 pessoas morreram, durante um jogo entre o Liverpool e o Nottingham Forest, no estádio de Hillsborough, em Sheffield, um estádio “neutro” para as duas equipas.

As vítimas morreram depois de terem sido empurradas contra a rede que dividia a bancada onde estavam os adeptos do campo.

As tensões começaram ainda antes do início do jogo. Devido a um atraso nos meios de transporte, muitos adeptos estavam ainda fora do estádio, à espera de entrar, minutos antes de o jogo começar. A polícia tinha reservado apenas um túnel para a entrada de cinco mil fãs do Liverpool que iriam ocupar duas divisões centrais do estádio.

Formou-se um bloqueio humano no túnel que estava a ser usado para levar os adeptos do Liverpool aos seus lugares, com as pessoas a não conseguirem sair de junto das grades que dividiam a bancada dos adeptos do campo.

Quando o apito inicial foi dado pelo árbitro do jogo, Ray Lewis, milhares de adeptos do Liverpool fizeram pressão para entrarem do estádio, empurrando aqueles que já lá estavam dentro contra a rede divisória, esmagando alguns dos adeptos.

Apr 1989: Supporters are crushed against the barrier as disaster strikes before the FA Cup semi-final match between Liverpool and Nottingham Forest played at the Hillsborough Stadium in Sheffield, England. Mandatory Credit: David Cannon/Allsport

Adeptos a serem empurrados contra as redes de segurança

Muitos dos adeptos começaram a tentar trepar as redes que dividiam o campo das bancadas, para passarem para o lado do campo e evitarem os empurrões. De dentro do campo, os seguranças tentavam impedir as pessoas de transporem a barreira. Enquanto isto acontecia, os adeptos continuavam a ser empurrados contra a rede.

Seis minutos depois de o jogo ter começado, o árbitro apitou para que este fosse interrompido, a conselho da polícia, que não conseguia impedir as pessoas de passarem a barreira para dentro do campo. Muitos dos que não conseguiram afastar-se da barreira morreram por asfixia.

A atuação das forças de segurança foi sempre bastante criticada, por não ter deixado os fãs passarem para dentro do campo, ou por ter impedido os adeptos do Nottingham Forest de tentarem socorrer os apoiantes do Liverpool, fazendo uma barreira para bloquear os avanços. A polícia foi ainda bastante criticada por apenas ter deixado entrar uma ambulância no estádio, tendo bloqueado a entrada a 44 que ficaram do lado de fora.

Apr 1989: Supporters are crushed against the barrier as disaster strikes before the FA Cup semi-final match between Liverpool and Nottingham Forest played at the Hillsborough Stadium in Sheffield, England. Mandatory Credit: David Cannon/Allsport

Depois de o jogo ser interrompido, os adeptos entraram em campo e muitos tentaram ajudar os feridos