O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) reduziu para quatro anos a suspensão aplicada a Michel Platini, que vai demitir-se da presidência da UEFA, anunciaram esta segunda-feira os advogados do antigo jogador francês.

“Michel Platini anuncia que vai demitir-se da presidência da UEFA no próximo congresso do organismo”, refere o comunicado do grupo de advogados do francês.

Platini, que chegou a apresentar a candidatura à presidência da FIFA este ano, foi inicialmente condenado a oito anos de suspensão pela Comissão de Ética da FIFA, a 21 de dezembro de 2015, mas a pena foi depois reduzida para seis anos pela Comissão de Recurso.

O líder da UEFA foi condenado por abuso de confiança, conflito de interesses e gestão danosa no caso do pagamento de 1,8 milhões de euros pelo ex-presidente da FIFA mundial, Joseph Blatter.