Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Uma nova parte de um mosaico foi descoberta na Igreja da Natividade, também conhecida como Basílica da Natividade, na cidade de Belém, Palestina. A figura de um anjo é representado na nova parcela desvendada.

O anjo encontrado junta-se assim aos outros seis que já eram conhecidos na Igreja da Natividade – igreja que foi edificada sobre o local que muitos cristãos consideram como o sítio onde nasceu Jesus. A figura estava escondida há vários séculos (cerca de nove) por uma parede de gesso.

Como Gianmarco Piacenti, o responsável pela recuperação da igreja, explicou à BBC, a igreja é um local “com várias dimensões” e que é fantástico do ponto de vista “histórico e também religioso”.

Piacenti e a sua equipa de restauração encarregaram-se das obras para recuperar o templo em 2013, depois de várias décadas de deterioração. O responsável acusou os diversos grupos cristãos de serem responsáveis pela deterioração da Igreja da Natividade, pois não se conseguiram “pôr de acordo para começar a reparação”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Gianmarco Piacenti considerou os mosaicos como “os melhores mosaicos do mundo”, mas que infelizmente “não eram restaurados há 900 anos”.

Segundo a BBC, o fumo das velas e o pó contribuíram para obscurecer as imagens, que foram também parcialmente destruídas pelas infiltrações.