Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O presidente turco decretou o estado de emergência no país por três meses. A resolução já era esperada, mas acaba de ser confirmada por Erdogan depois de participar no Conselho de Segurança da Turquia.

Durante os três meses, o objetivo é “erradicar a organização terrorista implicada na tentativa de golpe de estado” e “remover a ameaça o mais rápido possível”, disse Erdogan, para “bem dos turcos”.

Aos media, o Presidente da Turquia afirmou: “Nenhum cidadão, nenhuma instituição deve ter preocupações relativas à democracia ou Estado de direito durante o estado de emergência”, e avisou que “o golpe de Estado pode ainda não ter terminado”. A determinação do estado de emergência foi aprovada pelo Conselho de Ministros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR