Bares

Cobre. 7 cocktails para provar no novo bar do Cais do Sodré

A nova aquisição lisboeta em matéria de bares de cocktails chama-se Cobre, fica na Rua do Alecrim, e nasceu pela mão do grupo The Independente Collective. Segue uma amostra do que se pode lá beber.

Autor
  • Tiago Pais

O nome The Independent Collective não dirá grande coisa à maioria dos leitores. Mas se se falar em The Decadente e The Insólito, dois restaurantes que têm lugar marcado na lista dos mais dinâmicos do eixo Chiado-Bairro Alto, talvez o caso mude de figura. A esses pode ainda juntar-se o Trincas, a esplanada-petiscaria do Mercado da Ribeira, e fica completo o portfólio de espaços do dito coletivo.

Ou ficava. Isto porque no último sábado abriu portas — apenas oficialmente, diga-se, porque oficiosamente já o estavam há umas semanas — o Cobre, um novo bar de cocktails no final da Rua do Alecrim, perto do Cais do Sodré. O nome não está lá por acaso: é justificado pelos tons acobreados do espaço — o balcão, por exemplo, é totalmente forrado pelo dito metal — que fazem pendant assinalável com o ambiente semi-industrial da sala, onde não faltam tubagens à vista nem paredes em bruto. À falta de melhor adjetivo, cosmopolita assenta-lhe bem: podia perfeitamente acolher uma cena de bar de um filme/série passado em Londres ou Nova Iorque.

cobre-24

Apesar dos sofás e poltronas confortáveis, também há espaço para quem queira dançar. E música: cada sábado do mês ficará a cargo de um DJ ou programador diferente. (foto: © Divulgação)

Nessa hipotética cena seria provável encontrar os intervenientes de cocktail na mão. Isto porque o grosso da oferta do Cobre centra-se, precisamente, nos cocktails. Há 25, ao todo, entre criações originais e clássicos reinterpretados, com preços que vão dos 7,5€ aos 13€. Na fotogaleria, em cima, encontra sete das criações que constam do menu, com a respetiva explicação dos ingredientes.

Apesar do conceito do bar se centrar nos cocktails, a intenção dos seus responsáveis não se fica por servi-los. É curioso, por exemplo, o seu desejo de desmistificar a compra de uma garrafa no bar — algo que não é assim tão frequente acontecer. “Queremos que seja um ato de partilha, o reflexo de uma experiência de grupo e não tanto uma demonstração social. Algo tão normal como pedir um jarro de sangria”, diz Duarte D’Eça Leal, sócio fundador do grupo.

old fashionero.1jpg

Uma das reinterpretações da carta de cocktails: o Old Fashionero (11€). (foto: © Divulgação)

Para acompanhar a bebida, a consultora gastronómica do grupo, Joana Moura, desenvolveu uma carta de petiscos que os próprios caracterizam como “multicultural”. Nesta incluem-se propostas como o chamado thai mix (amendoins tostados, com lima kaffir, caril verde tailandês e Corn Flakes), tostas em pão de brioche com puré de ervilhas, hortelã e bacon, húmus de duas cores ou o muito em voga gua bao. O princípio é simples: partilhar e comer à mão. E brindar, claro.

Nome: Cobre
Morada: Rua do Alecrim, 24 (Cais do Sodré), Lisboa
Telefone: 21 130 3992
Horário: De quarta a domingo, das 17h às 02h (sexta e sábado até às 03h)
Preço: Os cocktails custam entre 7,5€ e 13€
Site: cobrebar.pt / facebook.com/cobrebar

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)