Estrelas do futebol como Diego Maradona, Ronaldinho e Roberto Carlos vão marcar presença, esta quarta-feira, na terceira edição do jogo “Unidos pela Paz”, promovido pelo Papa Francisco. A partida solidária, que se joga no Estádio Olímpico de Roma, é organizada pelo Vaticano e os fundos revertem a favor dos projetos educativos e sociais da Fundação “Scholas Occurrentes”.

O Papa Francisco sublinhou, no anúncio da iniciativa, que “é tempo de mostrar que somos capazes de promover a paz por meio do jogo”. “Todos sabemos que o desporto tem muita importância e incidência nos jovens. É importante dar um bom exemplo tanto dentro como fora do campo”, acrescentou o líder da Igreja Católica.

Para Francisco, esta partida “é um gesto altamente simbólico para fazer compreender que é possível construir a cultura do encontro e um mundo de paz, onde crentes de distintas religiões, conservando a sua própria identidade, podem conviver em harmonia e em respeito mútuo”.

“Estou muito feliz por ir a Roma jogar a partida Unidos pela Paz”, disse o brasileiro Ronaldinho aos jornalistas. O também brasileiro Roberto Carlos sublinhou que se trata de “uma grande noite”, e expressou o desejo de que “venha muita gente, para estarmos todos unidos com o Papa Francisco pela paz no mundo”. Já o argentino Maradona convidou todos os que quiserem estar presentes a “dar a sua pequena contribuição”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os fundos angariados na partida solidária revertem a favor de vários projetos sociais, incluindo para a reconstrução de Amatrice, a zona afetada pelo terramoto de 24 de agosto, no centro de Itália.

Antes da partida, os jogadores participantes são recebidos em audiência privada pelo sumo pontífice, que lhes irá entregar um ramo de oliveira, como símbolo da paz.