Dez milhões de euros por um relógio de pulso? Sim, é possível. Um relógio da Patek Philippe com a referência 1518 foi vendido por mais de dez milhões de euros, tornando-se o mais caro relógio de pulso já alguma vez vendido num leilão. O relógio é todo construído em aço inoxidável e data de 1943. Além do mais, é um exemplo da revolução do que até então eram os relógios de pulso.

Segundo conta a CNN Style, a disputa de quem seria o novo dono do relógio durou cerca de 13 minutos e o valor acordado superou, em muito, o esperado: foi vendido pelo triplo do que seria o valor estimado. O comprador quer permanecer em anonimato.

Esta venda veio destronar o antigo recorde de relógios vendidos em leilão e, adivinhe… o recorde pertencia também a um relógio da Patek Philippe, também ele em aço inoxidável, e vendido por cerca de 6,78 milhões de euros.

A Patek Philippe tendo um fabrico interrupto de relógios desde 1839, sendo um dos fabricantes de relógios mais importantes do mundo. Ainda que nem todos os anos a fábrica lance uma nova coleção, os que lança são considerados os melhores.

“O sonho de qualquer colecionador”