As eleições para a direção-geral da Associação Académica de Coimbra (AAC) começam esta segunda e terminam na terça-feira, contando com dois candidatos à liderança da mais antiga associação de estudantes do país.

João Carvalho, estudante de 20 anos de Filosofia, e Alexandre Amado, estudante de 23 anos de Direito, são os candidatos à direção-geral da AAC, neste momento liderada por José Dias.

A lista A (Até Quando), liderada pela segunda vez consecutiva por João Carvalho, quer romper com a “postura inativa” das direções gerais dos últimos anos e promete mobilizar os estudantes para “a ação de rua”.

Como principais bandeiras da lista, estão a exigência de um maior financiamento do ensino superior e o fim das propinas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já o atual vice-presidente da AAC que lidera a lista C (A Tua Causa) promete um projeto “novo”, mas que assenta na “identidade da atual liderança”, tendo como principal proposta a luta por uma revisão do financiamento do ensino superior, de forma que se caminhe para um “ensino público e gratuito”.

Os dois candidatos mostram-se contra a passagem da Universidade de Coimbra a fundação.

As eleições, que contam com 20 mil possíveis votantes, decorrem esta segunda e terça-feira, entre as 10h e as 19h nas faculdades, e das 22h à meia-noite nas cantinas azuis, sendo que para além das eleições para a direção-geral, as duas listas concorrem ao conselho fiscal (eleito pelo método de Hondt).