O Centro Cultural de Belém celebra hoje o dia Mundial da Poesia, que se assinalou no dia 21, com iniciativas dedicadas a Mário Cesariny, entre as quais concertos, leitura de poesia, uma curta-metragem e um documentário sobre o artista.

As iniciativas, que são de entrada livre, começam às 14:00, com a projeção de uma vídeo-instalação de 16 minutos, intitulada “Poema Colagem — Homenagem a Mário Cesariny”, que vai estar a correr até às 19:00.

Às 14:30, os alunos da Casa Pia de Lisboa evocam Mário Cesariny, lendo poemas da sua autoria e executando peças de Ravel, George Frideric Handel e J.S. Bach, alguns dos compositores favoritos do poeta.

O Centro Cultural de Belém (CCB) dedica ainda parte da tarde a uma “maratona de leitura”, com “Mário Cesariny dito por diferentes personalidades”, entre as quais o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, e uma conversa sobre o artista.

Ao final da tarde, a partir das 17:00, o CCB transmite um documentário sobre o artista surrealista — “Autografia” –, realizado por Miguel Gonçalves Mendes, com a duração de 90 minutos.

A encerrar o “Tributo a Mário Cesariny”, a Orquestra Sinfónica Juvenil toca a música de que Cesariny gostava: a abertura de “Tristão e Isolda”, de Wagner, o Concerto para piano e orquestra, de Grieg, e Valsas, de Erik Satie.

Em estreia mundial, será tocada também uma composição de Christopher Bochmann, feita a partir de versos de Cesariny, com direcção de Christopher Bochmann.