A frase é do filósofo francês Gilles Deleuze: “A sombra escapa do corpo como um animal que temos estado a proteger”. Nos objetos desta fotogaleria, as sombras escaparam para enganar o cérebro de quem para elas olhar.

Dependendo do ângulo de incidência da luz, as sombras ganham uma nova identidade e novos contornos, aparentando vir de um objeto completamente diferente daquele do qual vêm na realidade.

Nas sombras, tudo parece ser possível. Há unicórnios, centauros e, até, cavalos a tirar selfies. As provas estão na fotogaleria acima.