O mistério acabou. Os gémeos de Beyoncé e Jay-Z já têm nome e não foram registados como um bebé qualquer: os seus nomes tornaram-se uma marca registada.

Da mesma maneira que Blue Ivy, a primeira filha do casal, foi registada com um nome que mais ninguém poderá ter, também os gémeos seguiram o mesmo processo. Rumi Carter e Sir Carter são agora nomes patenteados para assegurar que mais ninguém beneficia dos nomes para vender o que quer que seja, desde fragâncias a música.

O pedido foi feito a 26 de junho, mais ou menos na altura em que os gémeos regressaram a casa do hospital, segundo o site TMZ. O nascimento ainda não foi oficialmente confirmado.

O nome Rumi parece ter sido escolhido em referência a Jalaluddin al-Rumi, poeta persa do século XIII, que perdura como um dos escritores mais amados da tradição espiritual sufista, com versos que celebram amor, alegria e tolerância. Jay Z lançou na passada sexta-feira o seu 13º álbum, “4:44”, no qual alude à poesia persa na música “Marcy Me”. A escolha de Sir é menos óbvia, embora os dois nomes suscitem especulações de que ambos os filhos são meninos e não um casal, como sempre se disse.