O jurista Fernando Lima é empossado em setembro para o terceiro mandato como grão-mestre do Grande Oriente Lusitano (GOL), aquando da realização da Primeira Grande Dieta do novo ano maçónico.

Fernando Lima foi reeleito para o terceiro mandato no fim de semana de 24 e 25 de junho, conquistando 661 votos (52,8%), enquanto o politólogo José Adelino Maltez recolheu 539 votos (43%). Estes resultados foram confirmados na terça-feira pelo Grande Tribunal Maçónico.

De acordo com fonte do GOL, foi nas lojas de Lisboa que Fernando Lima teve os seus principais resultados, enquanto José Adelino Maltez teve os seus maiores apoios nas lojas do Norte e Centro. Na primeira volta das eleições, realizadas no fim de semana de 3 e 4 de junho, as lojas de Lisboa tinham dado maioritariamente o seu apoio a Daniel Madeira de Castro.

Na Primeira Grade Dieta no novo ano maçónico, que ainda não tem dia marcado, será agendada a Segunda Grande Dieta, à qual caberá eleger os grandes secretários do GOL, o conservador geral de Justiça e o Grande Tribunal Maçónico.

Fernando Lima apresentou-se a sufrágio com o historiador António Ventura e Carlos Vasconcelos, atual presidente do Grande Tribunal Maçónico, candidatos ao cargo de grão-mestre adjunto.

Na corrida a este ato eleitoral, Fernando Lima contava com apoios dos antigos grão-mestres António Reis e António Arnaut, enquanto José Adelino Maltez tinha a seu lado João Soares ou Francisco Moita Flores, entre outros.

Entretanto, em mensagem dirigida aos elementos do GOL, José Adelino Maltez reconheceu que “o povo maçónico, posto perante uma escolha para a mudança tranquila, optou pela continuidade”.