Roteiros

Quer dar férias à carteira? Fátima é uma boa opção

Fomos a Fátima sem gastar peva em combustível – em modo eléctrico, claro! E, imbuídos do espírito de poupança, deixamos-lhe sugestões (divinais) onde dormir, comer e o que fazer, por valores em conta.

Francisco Conde

Fátima bem que pode ser considerada um destino de peregrinação, mas o encanto desta terra está longe de se esgotar na religião. Ainda que (quase) tudo por aqui gire à volta das aparições de Nossa Senhora – cujo centenário é este ano festejado –, não deixam de existir outros motivos de interesse que justificam uma visita ao “santuário do mundo”.

Para além de atracções turísticas incontornáveis, que lhe mostramos em vídeo, tome note destas dicas, se está numa de arejar sem gastar uma fortuna.

Para dormir como um anjo

Não faltam opções em matéria de alojamento. Mas é bom que se converta à filosofia modesta que Fátima cultiva, para apreciar melhor propostas em que o luxo e o requinte são trocados por princípios mais práticos, como o conforto e a qualidade do serviço.

Do Hotel Fátima, mesmo no centro da cidade, à Casa São Nuno, eis quatro locais onde ficar, por valores que são uma tentação (para mais informações sobre os descontos, basta seguir o link):

Manjares dos deuses

Em Fátima, como seria de esperar num destino que só este ano espera receber 8 milhões de visitantes, há muitos templos dedicados à gastronomia. Mas se há uns que se evidenciam mais do que os outros – veja-se o Tia Alice, O Convite ou O Casarão -, outros há em que o proveito não passa pela fama. Encontra-se sim no prato, em propostas tão diversas que podem ir da cozinha tradicional portuguesa aos sabores da ilha da Madeira. E quem quiser fazer uns quilómetros ali à volta, na ida ou no regresso, também fica bem servido. Confira os descontos na fotogaleria:

Propostas pouco católicas

Se tem o terço a postos, dê-lhe uso. Mas partindo do princípio de que rezar seria o mais óbvio para fazer em Fátima, arriscamos propor algo (muito) diferente. Radicalmente diferente, mesmo. Por exemplo, já ponderou a hipótese de dar um mergulho na maior piscina de ondas do país? E passar uma manhã a ter aulas de surf? Ou entregar-se ao prazer de uma luta inofensiva, sem ter ou infligir qualquer dor, e garantindo uma boa dose de diversão? Veja o que pode fazer nas “redondezas”, por preços a partir de 11€:

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Mundial 2018

O dia em que o Panamá marcou um golo /premium

Bruno Vieira Amaral

É incrível como um jogo sem história – tal a diferença entre as duas equipas – acaba por ser histórico. Essa é uma das magias do Mundial, a dos pequenos prazeres estatísticos que proporciona.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)