Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Pensar em penteados como indicadores da cultura ao longo do tempo pode parecer inusitado mas, na verdade, tem muito que se lhe diga. Os cabelos curtos dos anos 20 mostraram a força do pós-guerra, o início da emancipação da mulher que finalmente saiu de casa e começou a afirmar-se na sociedade. Mas além do seu impacto social, o cabelo também tem um papel importante nas tendências e na cultura popular que, querendo ou não, vai moldar a forma como nós mulheres nos afirmamos. Pensar na atriz Jennifer Aniston é pensar no seu famoso cabelo de “Rachel” (personagem na série Friends) que se tornou o mais copiado nos anos 9o. Já a franja de Jane Birkin continuará a ser eternamente copiada por mulheres de todo o mundo.

Quando pensamos em Audrey Hepburn, Marilyn Monroe, Twiggy, Amy Winehouse ou até em nomes mais recentes como Victoria Beckham ou Anna Wintour, lembramo-nos imediatamente dos seus penteados. Porquê? Porque se tornaram icónicos e vão sempre ser relembrados, copiados e reinventados ao longo do tempo.

Na fotogaleria, em cima, faça uma viagem pelos penteados que marcaram o mundo e que se tornaram (quase) tão famosos quanto as mulheres que lhes deram nome.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR