12 pessoas foram esta terça-feira atropeladas, no concelho de Miranda do Corvo, quando participavam num funeral, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários locais.

Segundo a mesma fonte, o acidente ocorreu na estrada de acesso à igreja de Semide, pouco depois das 18h30, quando as pessoas acompanhavam um funeral e uma viatura ficou sem travões e abalroou 12 pessoas. De acordo com uma testemunha, o carro acabou por embater contra os lancis no local. Cerca de uma dezena de ambulâncias dos Bombeiros de Miranda do Corvo, Lousã e Vila Nova de Poiares foram mobilizadas. As 12 pessoas estavam a ser transportadas para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra por volta das 18h45.

O 2º Comandante dos Bombeiros Voluntários de Miranda do Corvo, Carlos Amaral, confirmou ao Observador que o carro ligeiro seguia atrás das pessoas que compareciam ao cortejo funerário. A condutora da viatura terá perdido os travões e como a estrada era íngreme não conseguiu evitar o atropelamento. Carlos Amaral não garantiu que quatro das vítimas estejam “gravemente” feridas, como foi inicialmente avançado, mas a SIC Notícias avança apenas que uma das vítimas inspira cuidados.