Fidelidade

Fidelidade tranfere 49% do capital da Luz Saúde para a Fosun Internacional

A Fosun Internacional comprou 49% do capital social e dos direitos de voto da Luz Saúde à seguradora Fidelidade. A seguradora detinha até hoje 98% do grupo de prestação de cuidados de saúde.

A seguradora adquiriu o controlo da empresa em 2014

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

A Fosun Internacional comprou à seguradora Fidelidade 46.815.704 ações da Luz Saúde, representativas de 49% do capital social e dos direitos de voto, anunciou esta quinta-feira o grupo de prestação de cuidados de saúde.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Luz Saúde refere que a Fidelidade e a Fosun Internacional pretendem, “no quadro de um processo de reorganização intra-grupo e mantendo o modelo de ‘governance’ vigente, ver transmitidas para a Fosun Internacional parte das ações representativas do capital social da Luz Saúde de que a Fidelidade é titular direta, mais concretamente 46.815.704 dessas ações, representativas de 49% do capital social e dos direitos de voto” do grupo de prestação de cuidados de saúde.

Neste sentido, a seguradora Fidelidade — que detinha até hoje 98,788% do capital social e dos direitos de voto da Luz Saúde — e a Fosun Internacional celebraram hoje um contrato de compra e venda de ações, através do qual a Fosun Internacional comprou à Fidelidade 46.815.704 ações da Luz Saúde, representativas de 49% do seu capital social e dos seus direitos de voto.

Em resultado desta operação, a participação qualificada da Fidelidade na Luz Saúde passa a ser de 49,788% do capital social e dos direitos de voto.

A Luz Saúde foi criada em 2000, tem 24 unidades de cuidados de saúde (onde se incluem onze hospitais privados, um hospital do SNS explorado pela Luz Saúde em regime de Parceira Público-Privada (PPP), dez clínicas privadas a operar em regime de ambulatório e duas residências sénior) e está presente nas regiões Norte, Centro, Centro-Sul de Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira.

Em outubro de 2014, a seguradora portuguesa Fidelidade adquiriu o controlo da empresa.

A Fosun detém 85% da seguradora Fidelidade (os restantes 15% do capital são da CGD).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)