No último fim de semana, a polémica tomou conta das redes sociais. E o assunto era grave: o emoji de hambúrguer que a Google utiliza nos sistemas operativos tem um enorme erro. Como no Trivial Pursuit, a pergunta de qual o problema “é para queijinho”, literalmente.

Thomas Baekdal foi quem descobriu a falha e partilhou um tweet que se tornou viral. O queijo está debaixo da carne, em vez de estar no topo. Sundar Pichai, presidente executivo da Google, respondeu ainda durante o fim de semana a dizer em tom de piada que a empresa “ia largar tudo o estava a fazer” para corrigir a falha gastronómica.

Segundo a Emojipedia, uma Wikipedia de emojis, o símbolo para hambúrguer tem por norma o queijo por cima da carne, como ditam as regras da culinária. A discussão de como deve estar organizado o hambúrguer escalou nas redes sociais graças ao tweet. O facto de a Apple pôr a alface debaixo da carne e a Samsung pôr o queijo por cima da alface geraram também críticas pelos utilizadores das redes sociais.

Empresas como a McDonald’s indiana aproveitaram a ocasião para fazer publicidade aos hambúrgueres que vendem e tiveram resposta dos concorrentes.

A KFC, que vende frango frito, brincou com a situação dizendo que não importa onde está o queijo e que nem o pão é necessário.

Apesar de a discussão nas redes sociais ter acalmado, a Google ainda não lançou uma atualização dos emojis dos hambúrgueres. Outros utilizadores do Twitter aproveitaram a situação para questionar o desenho de outros símbolos. O da cerveja, por exemplo, também parece ter alguns problemas.