Paddy Cosgrave, o responsável máximo pela Web Summit, pediu desculpa por “qualquer ofensa que possa ter causado”. Numa mensagem publicada no twitter, o responsável máximo pela Web Summit diz que o jantar no Panteão Nacional foi organizado “de acordo com as regras” e que não quis ofender os portugueses:

Nesta mensagem, Paddy Cosgrave diz que o jantar foi feito “com respeito”. No texto publicado no twitter pode ler-se: “A Web Summit estava a tentar homenagear a história de Portugal e quis que os nossos convidados apreciassem o passado histórico deste país. Culturalmente, os irlandeses celebram a morte e no passado o jantar mais importante dos Founders aconteceu na Catedral de Christ Church em Dublin, na maior cripta do Reino Unido e da Irlanda. Pedimos desculpa pela nossa tentativa de celebrar o Founders desta forma”.

E a acompanhar o pedido de desculpas oficial, Paddy Cosgrave acrescentou: “Querido Portugal, peço desculpa. Sou irlandês. Culturalmente temos uma relação muito diferente com a morte. Nós celebramo-la. Isso não faz desta a abordagem certa uma vez em Portugal. Adoro este país como se fosse uma segunda casa e nunca procuraria ofender os grandes heróis do passado de Portugal.”