Um mercado de Natal na cidade de Potsdam, nos arredores de Berlim, foi evacuado após ter sido encontrado um engenho explosivo artesanal dentro de um encomenda que chegou a uma farmácia nas imediações daquela feira.

Segundo a polícia, a bomba já foi desativada e a segurança do local já está garantida, depois de ter determinado que já não há havia mais bombas no local — uma tarefa que foi assegurada com o auxílio de cães. No entanto, a zona vai continuar vedada para que a equipa forense possa investigar a ocorrência.

De acordo com o responsável pela Administração Interna do governo local de Brandeburgo, Karl-Heinz Schröter, não foi encontrado nenhum detonador junto da bomba.

Enquanto não for permitida a entrada de ninguém naquela zona, a polícia pede às pessoas que sigam as ordens que forem dadas por altifalante. Segundo o porta-voz da polícia, o mercado voltará a estar aberto ao público este sábado.

De acordo com o jornal Potsdamer Neueste Nachrichten, o engenho mede cerca de 40 por 50 centímetros. Ao lado do explosivo, estava uma caixa com pregos, de acordo com o mesmo jornal.

A polícia germânica está em alerta para situações como esta, depois de a 19 de dezembro de 2016 um terrorista ter atropelado mortalmente 11 pessoas num mercado de Natal em Berlim. Passado um ano, um pouco por todo o país, os mercados de Natal deste ano têm sido reforçados com barreiras de proteção contra carros e outros veículos.

Nalguns casos, segundo o Deutsche Welle, as autarquias procuraram fazê-lo de forma dissimulada. É o caso da cidade de Bochum, onde foram colocados sacos de mais de um tonelada de pellets (pequenos aglomerados de madeira) em torno do mercado, mas envoltos em papel de embrulho. Também na cidade de Augsburg, o mercado de Natal foi rodeado de camiões decorados com motivos natalícios.