Que George Clooney é um rapaz simpático, já todos sabíamos. Que gosta de partilhar o muito que tem com o mundo, também se vai sabendo. Mas, ao que parece, a simpatia e a generosidade do ator norte-americano chegaram a níveis impensáveis.

O ator, de 56 anos, que ficou conhecido na mítica série “Serviço de Urgência”, tem um grupo de amigos – só homens – a que chama “The Boys”. Ao todo, a contar com ele, são 15, dos quais faz parte Rande Gerber, o marido da antiga modelo Cindy Crawford. E foi exatamente Gerber que contou a história que está recolocar George Clooney na ordem do dia.

Durante uma entrevista ao programa “Headliners”, Rande Gerber contou que, em 2013, Clooney enviou uma mensagem igual a todos os amigos: “Hey, 27 de setembro, marquem essa data no calendário. Vão todos a minha casa jantar”. Ninguém faltou ao evento tão anunciado. Quando chegaram a casa do ator, em Beverly Hills, depararam-se com uma enorme mesa – com lugares marcados e uma mala preta à frente de cada lugar.

E foi aí que George Clooney explicou o propósito do jantar. “Eu quero que vocês saibam o quanto significam para mim. Vim para Los Angeles e dormi nos vossos sofás. Sou afortunado por vos ter na minha vida. Por isso, quero retribuir enquanto ainda estamos cá todos. Por favor, abram as vossas malas”, terá dito o ator, citado por Rande Gerber.

Quando os 14 homens abriram as malas, descobriram 1 milhão de dólares em notas de 20 – qualquer coisa como 845 mil euros. Clooney apressou-se a explicar que também tinha pago os impostos sobre o dinheiro, para que os amigos pudessem ficar com o valor total. Depois da surpresa inicial, o ator recordou que alguns dos presentes estavam a passar dificuldades financeiras e não podia ver amigos a passar por isso, principalmente depois de também eles o terem ajudado do princípio da carreira. “Disse que ninguém tinha de se preocupar com os filhos nem com os estudos deles, muito menos com as hipotecas da casa”, recordou Rande Gerber.

O marido de Cindy Crawford ainda recusou a oferta – já que também ele tem muitos milhões na conta – mas George Clooney não admitiu e disse que se ele não aceitasse, ninguém o poderia fazer. Rande Gerber cedeu e acabou por doar o milhão de dólares a instituições de solidariedade.