O presidente da empresa que detém a marca de equipamentos para surf Quiksilver, Pierre Agnes, desapareceu esta terça-feira no resort de Capbreton, no sudeste de França, depois de ter saído para o mar numa expedição de pesca.

As autoridades francesas destacaram de imediato quatro embarcações e quatro helicópteros para as operações de busca, depois de o barco em que o empresário seguia ter sido encontrado vazio numa praia a norte da cidade francesa de Biarritz, revela a CNN.

Em comunicado, a empresa Boardriders — empresa que detém a Quiksilver — diz que todo o mundo do surf está “devastado” com a notícia. “Estamos concentrados em trabalhar em conjunto com as autoridades locais nas operações de busca e salvamento e em apoiar a família do Pierre“, informa a empresa. Segundo a Boardriders, o empresário costuma sair para o mar de manhã no seu barco privado para pescar, em Capbreton, onde vive com a sua família.

Numa publicação na rede social Instagram, o surfista Kelly Slater, considerado por muitos o melhor de sempre, lamenta o desaparecimento de Agnes e diz estar a “rezar por um milagre”. “Estou a rezar por um milagre, mas estou a começar a perceber o efeito profundo que este homem teve na minha vida e na comunidade no geral“, escreveu Slater. “Ele adorava as suas expedições piscatórias matinais, a família, a Quiksilver, o surf, os amigos, motas, Capreton”, lembra o surfista.

As buscas foram suspensas na noite de terça-feira e retomadas na manhã desta quarta-feira. Pierre Agnes pertenceu à seleção nacional de surf de França e trabalha para a Quiksilver há cerca de 30 anos. Tornou-se CEO da empresa em março de 2015, depois de ter feito toda a sua carreira na delegação europeia da Quiksilver.