A Blackberry acusou judicialmente o Facebook de estar a infringir patentes associada aos serviço de troca de mensagens por chat. Paul Grewal, o conselheiro jurídico principal do Facebook, respondeu à acusação, avança o Engadget, dizendo: “Vamos batalhar [em tribunal]”.

“O processo da Blackberry mostra tristemente o estado do seu serviço de mensagens. Blackberry abandonou os esforços de inovar e agora quer taxar a inovação dos outros”, diz Paul Grewal, conselheiro jurídico principal do Facebook.

A Blackberry está a processar o Facebook, que detém o Messenger, o WhatsApp e o Instagram Direct, de estar a infringir patentes que a empresa tem ligados ao BBM (BlackBerry Messenger). A Blackberry terá avançado com o processo “depois de anos de diálogo” com o Facebook, noticia o CNET.

No processo a Blackberry alega que o Facebook “criou várias aplicações móveis de mensagens que são semelhantes às inovações do Blackberry, utilizando especificações segurança e interface”. O BBM foi dos primeiros serviços mensagens móveis que permitiu o envio de mensagens entre dispositivos através da Internet não taxando cada mensagem, como era feito pelas operadoras.

Atualmente os smartphones com a marca Blackberry são vendidos por outra empresa, a TLC. O negócio da empresa é focado agora em software e serviços para negócios.