Foi durante os Empire Awards do Reino Unido, que o realizador elogiou o movimento Time’s Up, e descreveu os últimos meses como um momento “decisivo” para a indústria do cinema norte-americana, avança a BBC. “Tem sido um ano rico e diversificado para o cinema, para ambos os géneros, para todas as raças, e para falar”, disse o realizador. “Obrigada, Time’s Up. Apoiamos o movimento desde o início. Isto é muito mais importante do que algum de nós possa dizer”, acrescentou.

Spielberg falou na noite em que recebeu o prémio de honra de “lenda do nosso tempo” atribuído no passado domingo, como forma de reconhecer o trabalho desenvolvido pelo realizador e a contribuição que este tem dado, ao longo de mais de cinco décadas, para a indústria cinematográfica.

O realizador, que revelou há pouco tempo que ia começar a rodar o quinto filme da saga Indiana Jones no Reino Unido, em Abril do próximo ano, acrescentou que o movimento Time’s Up marca o “fim de como as coisas costumavam ser”.

Na mesma cerimónia dos Empire Awards, Hugh Jackman ganhou o prémio de melhor ator com o filme Logan, Rian Johnson ganhou o de melhor realizador e Daisy Ridley o de melhor atriz, ambos com o filme ‘Star Wars: O último Jedi’. Sobre o assédio, Steven Spielberg já tinha dito, no ano passado, que estava chocado com o número de denúncias de alegado assédio sexual, mas que não estava surpreendido.

Spielberg ficou chocado com as acusações de assédio sexual, mas não surpreendido