Ambiente

União Europeia prepara-se para próximo Dieselgate

A VW pagou 24 mil milhões de euros, sobretudo nos EUA, pois na Europa escapou entre os pingos da chuva, tal como as outras marcas envolvidas. Para evitar que se repita, a União Europeia alterou a lei.

A União Europeia faz aprovar regras para penalizar as grandes empresas, pensando não só num hipotético futuro Dieselgate, mas também nos eventuais abusos do Facebook e da Google

A Europa prepara-se, mais uma vez, para aprender com os EUA em termos legislativos. Se o Dieselgate custou milhões de euros aos construtores envolvidos, com destaque para o Grupo Volkswagen, mais precisamente 24,7 mil milhões, a União Europeia (UE) não tinha à sua disposição armas para penalizar o infractor. Não tinha, mas vai passar a ter. E das pesadas, para desincentivar habilidades futuras.

Segundo a comissária europeia Vera Jourova, apenas dois programas de protecção de consumidores aplicaram sanções ao grupo alemão, num total de 5,4 mil milhões de euros, “uma gota de água face ao que pagaram nos EUA”, afirmando de seguida que “vai deixar de ser barato mentir e ludibriar”.

A comissária europeia Vera Jourova é das mais activas defensoras da nova legislação

As novas leis vão facilitar os processos, colocados pelos consumidores às grandes empresas, e isto não tem apenas a ver com o Dieselgate, sendo uma medida mais abrangente.

A Organização Europeia de Consumidores saudou a nova legislação, declarando que “já não era sem tempo”, mas chama a atenção para o facto de ainda caber às entidades de cada um dos países a última palavra, tanto mais que acções contra grandes corporações, o que inclui igualmente o Facebook e a Google, motivarão sempre processos longos e dispendiosos. Isto por oposição aos EUA, onde tudo decorre de forma extremamente rápida.

Prémios Auto 2017 Observador - A escolha dos portugueses

Chegou ao fim a primeira edição dos Prémios Auto Observador. Obrigado pela massiva participação e pelos mais de 40.000 votos recolhidos. Entre 65 modelos a votação, envolvendo um total de 34 marcas, confira aqui os resultados finais.

Chegou ao fim a primeira edição dos Prémios Auto ObservadorVer resultados
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Futuro

Acessibilidade digital e valorização do interior

António Covas

Quando se fala do futuro próximo do interior é bom não esquecer que em 2030 a geração dos nativos digitais já terá pelo menos 30 anos e os ecossistemas digitais serão o quadro de atuação mais comum.

Liberalismo

Subir a Avenida da Liberdade no 25 de Abril

Sérgio Loureiro

Gostava mais se fôssemos subir a Avenida da Liberdade. Subir para chegar a um Portugal e uma Europa melhores. Subir para que a Liberdade seja individual e plena, e não apenas a tolerada pelo Estado.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site