A Media Capital, empresa dona da TVI, não vai sair do controlo dos espanhóis da Prisa, noticia o espanhol El Confidencial, citando fontes do setor. Depois do fracasso da venda à Altice, que deverá ser comunicado formalmente em breve, a empresa espanhola planeia manter a operação em Portugal depois de ter conseguido fazer um aumento de capital e uma reestruturação da dívida. Mas o cenário de uma venda, mais à frente, não fica excluído, acrescenta o jornal.

Depois de a Altice não ter avançando com remédios para tentar obter a aprovação da operação por parte da Autoridade da Concorrência, a própria Prisa terá rompido com o processo nesta sexta-feira. O falhanço da operação já era um cenário previsível, depois dos obstáculos colocados pela Autoridade da Concorrência, quando a Prisa promoveu o seu mais recente aumento de capital.

A reestruturação financeira da empresa espanhola, que passou por esse aumento de capital, fez com que se tenha baixado o endividamento de mais de 1.400 milhões de euros (em dezembro) para 817,9 milhões, segundo as últimas contas da empresa, 819,1 milhões se excluirmos a Media Capital — uma subsidiária que deu lucros de quase 20 milhões no ano passado.

El Confidencial termina a notícia, que não tem comentários oficiais da Prisa, dizendo que a venda da Media Capital não irá avançar, para já, mas não fica excluída a possibilidade de esta ser uma hipótese mais adiante.