Rádio Observador

Porsche

Porsche compra 10% da Rimac para aceder a tecnologia

A Porsche assume que pretende avançar na mobilidade eléctrica, ao adquirir 10% da pequena empresa croata Rimac, especialista em hiperdesportivos eléctricos, na esperança de usufruir da sua tecnologia.

As palavras de Lutz Meschke, membro da administração da Porsche, não deixam grande margem para dúvidas, em relação à Rimac: “Ao desenvolver desportivos eléctricos de dois lugares, como o Concept_One ou o C_Two, além de sistemas completos para veículos, a Rimac demonstrou impressionantes credenciais no campo da electromobilidade.” De seguida, Meschke concluiu: “Achamos que as ideias e as abordagens da Rimac são extremamente promissoras, sendo esta a razão pela qual esperamos iniciar uma colaboração.”

Este reconhecimento do valor e potencial da Rimac, por parte da Porsche, só é possível por os croatas controlarem tecnologias e soluções que ainda faltam à marca germânica – de outra forma, provavelmente,não haveria negócio. E deverá soar a cânticos celestiais para os técnicos que criaram a Rimac, numa garagem em 2009, e hoje empregam 400 pessoas e produzem o 1º e o 2º hiperdesportivos mais rápidos do mundo, com o mais veloz a ser capaz de atingir 100 km/h em 1,95 segundos.

A Porsche adquiriu 10% da Rimac Automobili que, além dos dois hiperdesportivos já mencionados, foi igualmente a empresa escolhida por Adrian Newey, o mago engenheiro que assegurou quatro campeonatos do mundo consecutivos à da equipa de F1 da  Red Bull e que agora é o responsável pelo desenvolvimento do Aston Martin Valkyrie. Como este vai ser um hiperdesportivo à antiga, com um enorme motor V12 a gasolina, vai necessitar também de um sofisticado sistema híbrido tipo Kers, decalcado do utilizado pelos F1, mas maior e menos limitado. E é aqui que entra a Rimac, eleita pela Red Bull e pela Aston Martin para fornecer essa sofisticada tecnologia.

Além de baterias de alta voltagem e potentes sistemas eléctricos, a empresa croata está ainda a desenvolver interfaces homem-máquina e as bicicletas eléctricas da Greyp Bikes, que fundou em 2013.

Segundo Mate Rimac, o CEO, “esta parceria com a Porsche é um passo importante para tornar a Rimac um fornecedor de componentes e sistemas de topo para a indústria automóvel, no que respeita à electrificação, conectividade e sistemas avançados de ajuda ao condutor”. E se (ainda) houver dúvidas sobre o que a Rimac e a Porsche pretendem retirar desta nova parceria, basta fixarmo-nos nas declarações dos seus responsáveis.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)