Pedindo “desculpa” pelo que escreveu inicialmente — por “frustração e sentimento de revolta” –, Bruno de Carvalho alterou os posts na rede social Facebook que fez desde a assembleia-geral e já não fala em impugnação.

As publicações que Bruno de Carvalho escreveu durante a madrugada de sábado para domingo, após a assembleia-geral de acionistas, foram alteradas — como assinala o próprio Bruno de Carvalho: “venho pedir desculpa a todos pelas coisas que escrevi neste post. Já alterei o texto pois, apesar da frustração e sentimento de revolta terem sido tremendos, nunca devia ter escrito muito do que escrevi. Desculpem este meu lado humano que teve a fraqueza de ficar arrasado com tudo o que vi e senti na AG”.

Já não se fala, também, em “homem do tremoço” (uma alusão a Sousa Cintra), nem “cretinos” (os membros da comissão disciplinar). Todas essas palavras foram eliminadas.

O que se mantém é a intenção de concorrer às próximas eleições.

“Presidente da SAD, ainda sou”. As três razões de Bruno de Carvalho para impugnar a Assembleia Geral

No novo post lê-se o seguinte:

Porque temos de dar a voz aos Sportinguistas mas temos de ser correctos na sua avaliação e depois no cumprimento das formalidades, vou a eleições. Vamos ver quem vence! Eu vou à luta! Por muito que me queira afastar, não consigo! Bem sei o que disse amargurado, traído, ferido, mas NÃO consigo… Amo o Sporting CP e quero continuar a acreditar num Sporting CP onde não exista um divisão constante entre “Viscondes” e Sportinguistas de segunda. Tem de ser um Clube de todos e para todos! Eu posso perder mas sim: não vou desistir! Até que os sócios me abandonem em definitivo quero acreditar que pode existir um Sporting CP renovado e a continuar no Rumo Certo!

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na versão original lia-se:

“Calma. O homem do tremoço vai ser Presidente do quê? Da SAD??? Chega!!!! Se é assim que o Torres Pereira quer então vou à luta! Não Sousa Cintra, não és o Presidente da SAD pois para isso tens de passar por muitos passos. Agora acabou. Querem guerra. Eu compro! Vou impugnar a AG e o Presidente da SAD ainda sou eu! Vou a eleições. Vamos ver quem vence. Se são a maioria dos sócios ou os “podres” e os Viscondes! Eu vou à luta! Por muito que me queira afastar, não consigo! Bem sei o que disse amargurado, traído, ferido que não queria ser mais adepto nem sócio, mas NÃO consigo… Amo-te Sporting CP e quero continuar a acreditar num Sporting CP sem Viscondes ou com eles remetidos ao seu lugar: calados!!! Eu vou impugnar, como sócio esta AG, e vou a eleições. E se estes cretinos da putativa comissão disciplinar me quiserem expulsar de sócio, dia 30 encontramo-nos na AG pois tenho direitos que não vou abdicar! Chega de afinações! Eu bem queria mas não consigo. Eu fico com o ordenado congelado, sem receber nada de nada, mas vou à luta pelos milhares que não querem mais os Viscondes ou aqueles que querem assaltar o Sporting CP! Eu posso perder mas sim, não vou desistir! Até que os sócios me abandonem em definitivo quero acreditar que pode existir um Sporting CP renovado e sem Viscondes! Esta conferência de imprensa tirou-me do sério! Abutres arrogantes… Vocês são do Campo Grande Futebol Club… Nós somos do Sporting Clube de Portugal! Um Clube popular e não de Cascais ou de semi-ricos!!!”