O defesa-central português Rúben Semedo, atleta do Villareal CF detido em prisão preventiva em Espanha desde 22 de fevereiro, vai sair em liberdade de depois de pagar uma fiança de 30 mil euros.

De acordo com o jornal Levante, da região de Valência, onde Rúben Semedo estava preso, o atleta português foi libertado depois de passar a ser defendido por um novo advogado, Miguel Ferrer. O primeiro jurista que defendeu o jogador do Villareal, Jorge Albertini, já tinha pedido a sua liberdade condicional em abril, sem sucesso. Nessa altura, foi-lhe negada essa concessão por perigo de destruição de provas — algo que, desta vez, não foi alegado pelo juiz.

Rúben Semedo está agora impedido de sair de Espanha e não se pode aproximar mais do que 300 metros da sua vítima, que terá agredido, tentado matar a tiro e sequestrado da sua casa de luxo em Bétera, uma localidade valenciana. Também será obrigado a fazer apresentações semanais às autoridades.

O jogador de 24 anos, que em Portugal se destacou ao serviço do Sporting e que desde que foi preso preventivamente foi suspenso do Villareal CF, clube que o contratou em 2017, poderá sair da prisão assim que for recebida a transferência bancária com 30 mil euros correspondente à sua fiança.

Rúben Semedo: ascensão e queda em quatro momentos-chave da vida do miúdo do Benfica que foi parar ao Sporting