A Ryanair vai cancelar até 600 voos na Europa devido à greve de tripulantes de cabine que irá ocorrer nos próximos dias 25 e 26 em Portugal, Espanha e Bélgica.

A notícia foi avançada na conta de Twitter da transportadora aérea, que prevê o cancelamento de até 300 voos em cada dia da greve. Estes voos correspondem a 12% do número de voos que são operados na Europa para Ryanair — 2.400 voos no total.

Deverão ser cancelados até 100 voos de e para Portugal — 50 por cada dia de greve, isto é, 27% dos voos operados numa base diária. No caso dos voos que partem e chegam de Espanha, deverão ser cancelados até 400 — até 200 por dia, em mais de 830, e na Bélgica também deverão ser até 100 — até 50 por dia, num total de mais de 160 voos diários.

Esta paralisação irá afetar, no total, cerca de 50 mil passageiros, ou seja, cerca de 12% dos passageiros que tinham voos marcados para a próxima quarta e quinta-feira. Todos eles poderão pedir o reagendamento para os sete dias após a greve ou o reembolso daquilo que pagaram pelos voos.