O PSD alertou esta quarta-feira para “constrangimentos” sentidos por portugueses residentes na Alemanha por entidades recusarem reconhecer o cartão de cidadão e questionou o Governo se já intercedeu junto das autoridades alemãs para ultrapassar esta dificuldade.

Numa pergunta dirigida ao Governo entregue no parlamento, o deputado Carlos Alberto Gonçalves (PSD, eleito pelo círculo da Europa), indicou que várias entidades alemãs, públicas e privadas, não têm reconhecido o cartão de cidadão como forma de identificação, visto “não constar de forma visível a data e o local de emissão”.

O deputado aponta que, para a utilização de serviços como os correios alemães e várias instituições bancárias, a comunidade vê-se obrigada a pedir a emissão de passaporte.

No requerimento, o deputado social-democrata pergunta ao ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, se o Governo tem conhecimento desta situação e se “já intercedeu junto das autoridades alemãs” para a superar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta não é a primeira vez que cidadãos portugueses no estrangeiro são lesados pela falta de dados no exterior do cartão de cidadão, lembra Carlos Alberto Gonçalves.

“Há alguns anos, em França, tivemos um problema semelhante, que neste caso tinha a ver com o facto de no cartão de cidadão não constar a morada de residência, mas que foi ultrapassado após sucessivos contactos com as autoridades francesas”, recorda.