Festivais de Música

Brasileiro Tim Bernardes atua no Super Bock em Stock, antigo Vodafone Mexefest, em Lisboa

O músico que integra a banda O Terno, e que em junho esgotou quatro datas, em Setúbal, Espinho e Lisboa, é a nova confirmação do festival que decorre na Avenida da Liberdade.

Tim Bernardes regressa a Portugal em novembro, depois de concertos dados em Setúbal, Lisboa e Espinho, em junho

Tim Bernardes, músico brasileiro que integra a banda O Terno e que no ano passado editou um primeiro álbum a solo, intitulado Recomeçar, vai atuar em novembro no Super Bock em Stock, festival anteriormente conhecido como Vodafone Mexefest. É o regresso do cantor e músico brasileiro a Portugal, depois de ter atuado em Lisboa, Setúbal e Espinho, no passado mês de junho.

Em Lisboa, em junho passado, Tim Bernardes tinha dado dois concertos na Galeria Zé dos Bois, pequena sala de concertos, exposições e outras exibições artísticas (peças de teatro e dança, por exemplo) situada no Bairro Alto. Agora, regressa à capital para voltar a apresentar no festival — que decorre nos dias 23 e 24 de novembro, sexta-feira e sábado — o seu trabalho a solo, considerado pelo Observador “um dos melhores e mais verdadeiros conjuntos de canções do ano passado sobre a desgraça que pode ser o amor”:

O festival Super Bock em Stock decorrerá na Avenida da Liberdade, em Lisboa, com muitos concertos (alguns em simultâneo) a acontecer em vários pontos da avenida: nas salas Manoel de Oliveira e Montepio, do Cinema São Jorge, no Coliseu dos Recreios, Teatro Tivoli BBVA, Palácio Foz, Rádio SBSR na Estação Ferroviária do Rossio, IP, Garagem EPAL, Palácio da Independência e Casa do Alentejo.

Para o festival, ainda sem horários de concertos divulgados, estão confirmadas também as atuações do antigo guitarrista dos The Smiths, Johnny Mar, da guitarrista e cantora norte-americana Natalie Prass, do proeminente produtor musical e rapper irlandês Rejjie Snow e dos português Conan Osiris, Éme e Birds Are Indie, entre outras.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: gcorreia@observador.pt
Descobrimentos

Uma lança em África /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Neste tempo, em que muitos se orgulham do que os deveria envergonhar, também há quem se envergonhe das glórias da história de Portugal.

Descobrimentos

Uma lança em África /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Neste tempo, em que muitos se orgulham do que os deveria envergonhar, também há quem se envergonhe das glórias da história de Portugal.

Política

Precisamos da Esquerda

António Pedro Barreiro

Na guerra cultural em curso, a nova Esquerda esqueceu o povo e assumiu a defesa da excentricidade das elites. Eu, que não sou de Esquerda, acho que uma outra Esquerda faz falta ao sistema político.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)