Pintura

O quadro de David Hockney pode vir a ser um dos mais caros de um artista vivo

255

O quadro de David Hockney "Retrato de um Artista (Piscina de Duas Figuras)", de 1972, pode vir a ser um dos mais caros de um artista vivo. A leiloeira Christie's estima a venda em mais de 68 milhões.

AFP/Getty Images

O quadro do britânico David Hockney “Retrato de um Artista (Piscina de Duas Figuras)”, de 1972, pode vir a ser um dos mais caros de um artista vivo. A leiloeira Christie’s estima a venda em mais de 68 milhões de euros.

Segundo Alex Rotter, co-presidente do departamento Post-War and Contemporary Art da empresa Christie’s, o preço do quadro deverá rondar 80 milhões de dólares (mais de 68 milhões de euros), um preço definido tendo em conta o historial do mercado, mas é esperado que o valor aumente. Christie’s diz que esta “é uma das maiores obras de arte da era moderna”.

O quadro “Retrato de um Artista (Piscina de Duas Figuras)” foi pintado em 1972, durante duas semanas, 18 horas por dia, após o artista ter destruído a primeira tentativa. Já passou pela Tate Britain de Londres, em abril do ano passado, seguindo para o Centro Pompidou, em Paris, e para o MET – Metropolitan em Nova Iorque, no final de 2017, sendo esta a peça central da maioria das retrospetivas do artista de 81 anos. Alex Rotter diz ser uma coincidência rara que a melhor obra de um artista vivo esteja efetivamente disponível.

Com esta obra, Hockney cimenta o seu lugar dentro da esfera dos artistas mais venerados da História e em novembro está prestes a tornar-se a obra de arte mais valiosa que um artista vivo alguma vez vendeu em leilão”, afirma Alex Rotter

Atrás de uma surdez parcial e de alguns sustos com problemas no coração, David Hockney espera que as pessoas desfrutem do mundo como ele o faz através da libertação de cores à qual recorre nas suas pinturas luxuriantes. Não se submetendo às condições da idade, trabalha todos os dias nos seus cenários vivos e otimistas.

O atual recorde pertence a Jeff Koons, artista americano, com a obra “Balloon Dog (Orange)”, vendida a 58 milhões de dólares em 2013. O leilão está marcado para o dia 15 de novembro deste ano, que acontece só depois de a obra ainda passar por Hong Kong, Londres e Los Angeles.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)