Futebol

Google pode dar dados de blogues que publicaram emails ao Benfica após queixa no tribunal da Califórnia

1.218

Google notificou pelo menos dois blogues de que, após uma denúncia apresentada pelo Benfica num tribunal da Califórnia pela divulgação de emails confidenciais, pode fornecer os seus dados às águias.

LUSA

A Google notificou há cerca de três semanas um blogue afeto ao Sporting, o “Artista do Dia”, de que poderá vir a fornecer os seus dados ao Benfica, nomeadamente o IP que permitirá chegar aos administradores e responsáveis daquela página, após uma denúncia apresentada pelos responsáveis encarnados a propósito do caso dos emails e da revelação de correspondência privada de alguns dirigentes. A informação faz parte de um trabalho feito pelo The New York Times em Portugal com o título “Benfica, um grande clube que está a ir atrás de pequenos bloggers“, a propósito dos episódios extra desportivos que têm assolado o futebol nacional nos últimos tempos, e tinha nesse anúncio em anexo a intimação que chegou através de um tribunal da Califórnia. É crível que existam mais blogues que tenham explorado o tema a receber a mesma informação e o Observador sabe que pelo menos mais um recebeu essa tal notificação por parte da Google.

Recorde-se que, em março, o Benfica tinha anunciado uma queixa-crime contra o blogue “Mister do Café” e o “Mercado de Benfica Polvo”, neste caso apenas o primeiro afeto ao Sporting. Em abril, os encarnados avançaram também com um processo num tribunal da Califórnia contra um conjunto de gigantes da Internet, entre os quais a Google – neste caso argumentando que os emails roubados por um hacker foram posteriormente alojados em páginas como “blogspot”, “rgho” e “wordpress” e ‘rgho’, fazendo das empresas proprietárias desses serviços co-autoras do crime punido pela lei americana.

De acordo com o The New York Times, que apresenta em anexo a queixa avançada pelos encarnados, o objetivo do Benfica seria que esses mesmos gigantes da Internet fornecessem os dados que permitissem identificar de forma individual quem eram os bloggers e os administradores de cada uma dessas páginas, apontando a cerca de 100 pessoas (agora “John Doe”). “O Benfica foi vítima de um roubo e posterior divulgação da sua correspondência privada, primeiro por um canal televisivo ligado a um dos seus rivais, o FC Porto, e depois, no seguimento de uma decisão do tribunal que proibiu essa divulgação, esses emails, muitos deles distorcidos, começaram a ser publicados por blogues ligados aos clubes rivais”, diz.

Da parte da Google, até receber essa indicação do tribunal, não houve qualquer contacto com o blogue para retirar conteúdos publicados ou outro tipo de materiais, até por defender nos seus termos de utilização que não devem ser publicadas “informações pessoais e confidenciais”. O gigante da Internet não forneceu ainda os dados, mas está disposta a fazê-lo assim que chegue uma decisão do tribunal para que tal aconteça. Sem fazer mais comentários, a Google destacou apenas que irá cumprir a lei.

“Acredito que queiram saber a minha identidade para que me possam intimidar. Têm a perfeita noção de que o meu blogue não está ligado a qualquer tipo de acesso ilegais à base de dados deles que depois acabou com a fuga desses emails“, explica ao jornal o responsável por um dos blogues em causa, identificado como “John Doe 2”, que revela também algum receio com o que poderá acontecer também pela falta de meios para fazer a sua defesa nos Estados Unidos, ao contrário dos encarnados.

Em atualização

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt
África do sul

África do Sul – Que Futuro?

Jaime Nogueira Pinto

Em vésperas de eleições, a República da África do Sul vive dias instáveis, entre a democracia e a cleptocracia. E radicalização de um ANC em quebra eleitoral pode por em causa os equilíbrios do regime

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
364

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)