Dicas Auto

Cuidado! Se vai atestar à bomba, não se confunda

2.955

Até ontem, a vida dos condutores era mais simples, pois só tinham de escolher gasolina ou gasóleo. Agora têm de optar entre abastecer com E5, E10 e E85, ou então do B7 e B10. E não convém enganar-se.

Na nossa visita por diversos postos de combustível, nem todos afixavam as novas designações dos combustíveis. Os que o faziam, exibiam a nova e a antiga designação

Entrou em vigor a 12 de Outubro, a norma que obriga os 3.000 postos existentes no país a afixar os novos símbolos e denominações dos combustíveis. Se durante dezenas de anos os automobilistas se preocupavam simplesmente em abastecer com gasolina – normal ou super, ou seja, com 95 ou 98 octanas – ou gasóleo, agora parece que é preciso quase um curso superior.

Em vez de Sem Chumbo 95, ou Sem Chumbo  98, os condutores que até abasteciam com gasolina vão passar a ter de escolher E5 ou E10, essencialmente uma mistura de gasolina com 5% de etanol (e daí o E), ou com 10% do mesmo tipo de álcool. Existindo ainda o E85. Nas bombas e nas “pistolas” que os condutores introduzem no bocal do depósito dos seus veículos, o E, seguido da percentagem de etanol, vai surgir dentro de um círculo. Para facilitar a transição do sistema antigo para o novo, as gasolineiras vão fazer coabitar ambas as denominações, para que se torne evidente para os automobilistas que a gasolina com um índice de octano 95 se chama agora E5, com a gasolina 98 a adoptar a nomenclatura E10.

O gasóleo não fica de fora deste baptismo de combustíveis, numa tentativa de harmonizar as denominações europeias nos 35 países que aderiram à medida. O gasóleo normal, o mais barato, vai passar a ser conhecido como B7 (que aparece inserido num quadrado), por ter 7% de biodiesel, com o B10 a ser o gasóleo mais caro, com 10% de biodiesel, ou seja, gasóleo com origem em gordura animal e sobretudo vegetal, em vez de ser derivado de petróleo. Existe ainda o símbolo XTL, que designa o diesel parafínico.

Nos combustíveis gasosos, as alterações são menos importantes, pois as denominações adoptadas são aquelas pelas quais já eram conhecidos, sendo afixados num losango. Isto envolve o gás natural comprimido (CNG), gás natural liquefeito (LNG), gás de petróleo liquefeito (LPG) e hidrogénio (H2).

A nova norma foi publicada em Setembro de 2017, mas, apesar disso, são mais os postos de combustível que não afixaram as novas denominações do que os que o fizeram. Contudo, o responsável da Apetro promete que a situação será revista durante o mês de Outubro.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)