Web Summit

Web Summit esgota a três dias do início mas ainda há bilhetes para estudantes

A organização da Web Summit anunciou que o evento está "oficialmente esgotado", ressalvando que ainda existem bilhetes disponíveis para estudantes dos 17 aos 26 anos a um preço simbólico.

MIGUEL A. LOPES/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A organização da cimeira de tecnologia Web Summit anunciou esta sexta-feira que o evento está “oficialmente esgotado”, ressalvando que ainda existem bilhetes disponíveis para estudantes dos 17 aos 26 anos a um preço simbólico.

“A Web Summit 2018 está oficialmente esgotada! Estamos muito entusiasmados para dar as boas-vindas aos mais de 70 mil participantes que vão estar em Lisboa nos próximos dias”, indica a organização numa nota hoje divulgada.

Ainda assim, a organização assinala que “ainda restam os últimos bilhetes Inspire”, com um valor de cinco euros por dia e que se destinam a jovens estudantes entre os 17 e os 26 anos.

A previsão é que também estes bilhetes “sejam vendidos nas próximas horas”, segundo a organização.

A poucos dias da cimeira de tecnologia Web Summit, a organização informou esperar que esta seja “a maior e a melhor” edição de sempre.

Segundo dados facultados pela organização à agência Lusa, na edição deste ano, a terceira em Lisboa, haverá “três novos palcos” na Web Summit: o “DeepTech”, no qual estará em foco o impacto de tecnologias como a computação e a nanotecnologia na indústria e na vida quotidiana; o “UnBoxed”, onde críticos de tecnologia irão analisar produtos eletrónicos; e ainda a “CryptoConf”, que debaterá assuntos como as moedas digitais.

Ao todo, serão “25 diferentes conferências dentro de uma só cimeira para discutir realidades relacionadas com a tecnologia, em áreas como o ambiente, o desporto, a moda e a política”, aponta a Web Summit.

Quanto aos oradores deste ano, destacam-se personalidades como o antigo primeiro-ministro britânico Tony Blair, a atriz Maisie Williams, o presidente executivo do eBay, Devin Wenig, o presidente executivo da Nestlé, Mark Schneider, o ‘designer’ de moda Alexander Wang e o presidente da Microsoft Corporation, Brad Smith, entre outros.

Dos oradores portugueses fazem parte o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, o comissário europeu Carlos Moedas, o primeiro-ministro, António Costa, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

À semelhança das outras edições, haverá eventos paralelos à cimeira, desde logo “duas grandes iniciativas” nos dias anteriores, de acordo com a organização.

Em causa está, assim, uma conferência sobre inovação corporativa, destinada apenas a convidados que trabalham na área da inovação de “algumas das maiores empresas do mundo”, como a Mozilla, a Allianz Technology, a General Motors, a P&G, a Vodafone, a Lamborghini, entre outras.

Já no próximo fim de semana, anterior à Web Summit, decorre a iniciativa Surf Summit, na Ericeira, na qual empreendedores, investidores e oradores se juntam para dois dias de atividades ao ar livre.

A cimeira tecnológica, de inovação e de empreendedorismo Web Summit nasceu em 2010 na Irlanda e mudou-se em 2016 para Lisboa, devendo permanecer na capital portuguesa até 2028.

A edição deste ano realiza-se entre segunda e quinta-feira na Altice Arena e na FIL.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)