Web Summit

Ronaldinho Gaúcho não vai estar na Web Summit. Brasileiro tem o passaporte apreendido

366

Afinal, Ronaldinho Gaúcho não vai marcar presença na Web Summit. O ex-jogador de futebol tem o passaporte apreendido pela justiça brasileira e não pode viajar.

A ausência de Ronaldinho Gaúcho foi confirmada por Paddy Cosgrave no Twitter

HUGO AMARAL/OBSERVADOR

Autor
  • Agência Lusa

O ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho, que costuma ser orador na cimeira de tecnologia Web Summit, em Lisboa, vai faltar à edição deste ano por ter o passaporte apreendido pela justiça brasileira, informou a organização.

“Sem passaporte, não há Web Summit para o Ronaldinho, infelizmente. Haverá sempre o próximo ano”, escreveu o presidente executivo do evento, Paddy Cosgrave na sua conta oficial no Twitter. Partilhando uma notícia que dava conta da apreensão do passaporte do ex-jogador, Cosgrave acrescentou: “Espero que tudo corra pelo melhor. Vamos sentir a sua falta no palco do desporto [da cimeira]”.

Segundo avança a edição brasileira da cadeia de televisão ESPN, Ronaldinho Gaúcho, bem como o irmão, Roberto Assis Moreira, têm os passaportes apreendidos “devido à falta de pagamento de uma dívida referente a um processo por danos ambientais”. Em causa está uma decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, tendo por base a construção, licenciamento ambiental, de um cais na orla do rio Guaíba, uma zona protegida.

“A sentença determina o pagamento de uma multa e outras medidas, que não foram cumpridas até ao momento, desde a condenação do caso em 19 de fevereiro de 2015”, refere aquele órgão de comunicação brasileiro, notando que as indemnizações ascendem a mais de 8,5 milhões de reais (cerca de dois milhões de euros).

A apreensão dos passaportes justifica-se, assim, pela “dificuldade comprovada” de intimar Ronaldinho e o seu irmão, “fotografados rotineiramente em diferentes lugares do mundo”, segundo a sentença divulgada pelo ESPN.

“Apesar de fotografados rotineiramente, em diferentes lugares do mundo, corroborando o trânsito internacional intenso mediante a juntada de Certidões de Movimentos Migratórios, os recorrentes, curiosamente, em seu país de origem, possuem paradeiro incerto e/ou não sabido. Considerada a dificuldade comprovada em se intimar os mesmos, determino a imediata apreensão dos passaportes dos agravados pelas autoridades competentes, as quais devem ser oficiadas a contar do presente, com ordem adicional para inclusão de restrição a nova emissão até ao cumprimento da obrigação determinada na sentença exequenda”, declarou o juiz desembargador Newton Fabrício.

Além do compromisso na Web Summit, Ronaldinho Gaúcho tinha ainda agendada uma viagem ao Quénia durante a próxima semana enquanto embaixador do site de apostas Betika.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)