O Presidente da República afirmou esta quinta-feira que tem acompanhado “com expectativa” o debate e votação do Orçamento do Estado para 2019 no parlamento e que espera receber o diploma “a partir de 17 ou 18 de dezembro”.

Em declarações aos jornalistas, à saída de uma conferência no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa remeteu todas as questões sobre o conteúdo do Orçamento do Estado 2019 para depois desse momento.

Interrogado se está preocupado com a estabilidade das contas públicas, o chefe de Estado respondeu: “Eu nunca me pronuncio até o diploma chegar às minhas mãos. Portanto, vou esperar para ver”.

Quanto à forma como tem acompanhado o debate e a votação do Orçamento do Estado para 2019, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou: “Com expectativa, uma vez que se aproxima do fim”. “Nesta altura deve estar a decorrer o último debate, o debate final, e depois a votação final global”, referiu.

O Presidente da República formulou o desejo de que “a redação final seja rápida” e acrescentou que, calculando que esse processo se inicie “no começo da semana que vem” e dure “duas semanas”, espera receber o diploma “a partir de 17 ou 18 de dezembro” para decidir da sua promulgação.