Rádio Observador

Taça Davis

Taça Davis: João Sousa abre eliminatória frente ao Cazaquistão

O tenista português é 39.º do 'ranking' mundial e vai defrontar no primeiro encontro o Alexander Bublik. Será o primeiro embate entre ambos no 'court indoor' de piso rápido do National Tennis Center.

"A responsabilidade é sempre a mesma, já estou habituado a abrir as eliminatórias", afirma João Sousa

RITCHIE TONGO/EPA

Autor
  • Agência Lusa

João Sousa vai defrontar Alexander Bublik no primeiro encontro de singulares da eliminatória entre Portugal e Cazaquistão de acesso ao Grupo Mundial da Taça Davis em ténis, ditou o sorteio esta quinta-feira realizado em Astana.

O vimaranense e 39.º do ‘ranking’ mundial vai defrontar no primeiro encontro o jovem Bublik (171.º do circuito ATP), de 21 anos, naquele que será o primeiro embate entre ambos, na sexta-feira, no ‘court indoor’ de piso rápido do National Tennis Center.

“A responsabilidade é sempre a mesma, já estou habituado a abrir as eliminatórias. Vou fazer o trabalho de casa com a equipa técnica para poder conhecer um pouco mais o meu adversário e vou dar, como sempre, o meu melhor. Vou tentar jogar bom ténis, que é sempre importante, vencer e ajudar Portugal a alcançar o Grupo Mundial”, afirmou João Sousa, em declarações à agência Lusa.

Após a estreia do minhoto na sexta-feira às 14h locais (8h em Lisboa), Pedro Sousa, número 101 da hierarquia, vai disputar o segundo encontro Mikhail Kukushkin (55.º ATP), o jogador mais credenciado da equipa anfitriã, que anteviu “uma eliminatória difícil” com uma equipa portuguesa composta por “bons jogadores” e liderada por “João Sousa, um jogador de topo do ténis mundial”.

Para o encontro de pares, no sábado, o capitão Rui Machado optou por manter a dupla que disputou as últimas eliminatórias da Taça Davis, João Sousa e Gastão Elias, e que tem treinado nos últimos dias na superfície escolhida pelo Cazaquistão para este duelo que apurará a equipa vencedora para a final da Taça Davis, entre os dias 18 e 24 de novembro, em Madrid. O desafio será diante Aleksandr Nedovyesov e Timur Khabibulin.

“É o par que estávamos à espera. Estamos ainda muito focados nos singulares do primeiro dia, mas vamos trabalhar até sábado para preparar melhor os pares. Temos preparado a nossa dupla, mas agora vamos preparar o nosso par tendo em conta os adversários que já sabemos quem são”, explicou Rui Machado.

Apesar do teórico favoritismo do Cazaquistão, por jogar na superfície preferida e em casa, o capitão português mostrou-se confiante e até apontou algumas vantagens encontradas em Astana.

“Os nossos jogadores estão bastante confortáveis no piso escolhido pelo Cazaquistão, que é teoricamente o que mais gostam, embora eles sejam igualmente bons em terra batida. A bola é a oficial da Federação Portuguesa de Ténis, do US Open e há vários torneios em Portugal, ‘challenger’ e ‘future’, que se disputam com esta mesma bola, que é também a preferida do João Sousa”, revelou.

Rui Machado lembrou a experiência e os “bons resultados do Cazaquistão no Grupo Mundial da Taça Davis”, com cinco presenças nos quartos de final, mas assumiu a confiança na sua equipa e a ambição de fazer “história por Portugal”.

“Estamos motivados e desejamos muito isto [aceder ao Grupo Mundial]. Não vamos dar 100, vamos dar 200% para alcançar o nosso objetivo e estamos confiantes que podemos fazer história. Acredito nos meus jogadores, estamos em boa forma, fizemos uma boa preparação a faremos tudo para vencer esta eliminatória”, avisou em conferência de imprensa, após o sorteio.

Depois do confronto de pares no sábado, agendado para as 12h locais (6h em Lisboa), seguem-se os restantes dois encontros de singulares. João Sousa vai jogar com Mikhail Kukushkin e Pedro Sousa com Alexander Bublik, caso os capitães mantenham as respetivas equipas.

A seleção vencedora vai juntar-se às já qualificadas Croácia, França, Espanha Estados Unidos, semifinalistas em 2018, e Argentina e Reino Unido, que receberam ‘wild card’, na fase final da Taça Davis que será disputada por 18 nações, enquanto a derrotada volta a competir no Grupo I, da respetiva zona Geográfica, em 2019.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)