A EDP Ventures investiu 3,5 milhões de euros em seis startups com soluções relacionadas com realidade aumentada, manutenção preditiva, inteligência artificial e desenho de parques solares. Metade deste valor foi destinado a startups portuguesas, anunciou a empresa esta segunda-feira em comunicado.

Através do EDP CleanTech FCR, fundo de investimento criado em parceria com a Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), o braço de capital de risco da EDP investiu um milhão de euros na Enging, empresa de Coimbra que monitoriza à distância os transformadores de potência das redes de distribuição de energia e que já está a trabalhar com a EDP.

Na Glartek, que desenvolveu uma plataforma de realidade aumentada para manutenção industrial à distância, a EDP Ventures investiu 700 mil euros, que vão permitir à startup internacionalizar-se e crescer a equipa para 22 pessoas em 18 meses.

O EDP CleanTech FCR é um fundo destinado a startups portuguesas, mas também a empreendedores internacionais que queiram mudar-se para Portugal e criar subsidiárias e postos de trabalho no país. E foi por isso que a EDP Ventures investiu um milhão de euros na norte-americana PVComplete, startup de Sillicon Valley que desenvolveu um software focado no desenho e otimização de parques solares e que vai contratar 10 pessoas para a subsidiária que abriu no Porto.

Os último três investimentos vão para duas startups israelitas (a Presenso, que tem um software capaz de aprender de forma automática o comportamento de máquinas industriais e a Sepio, que atua na indústria da cibersegurança) e uma brasileira (a Delfos, também na área da inteligência artificial).

Em 2018, a EDP Ventures investiu seis milhões de euros em 16 startups de oito países, o dobro do que tinha investido no ano anterior.

“2018 foi um ano de sucesso para a ligação da EDP ao ecossistema das startups e para a inovação aberta que defendemos e praticamos. Duplicámos o nosso investimento em empresas que estão a mudar o panorama da inovação no nosso setor, estabelecemos parcerias com equipas de todo o mundo e expandimos a equipa para o Brasil, onde estamos agora a identificar novas oportunidades para apoiar o empreendedorismo”, destaca Luís Manuel, administrador da EDP Ventures, em comunicado.

Desde 2008, a EDP Ventures investiu mais de 30 milhões de euros em 24 startups, que juntas empregam mais de 750 colaboradores e têm mais de 100 milhões de euros de receitas por ano.