Mariella Frostrup e Richard Bacon, os dois organizadores da manifestação que pede um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, atualizaram o número de participantes no evento para mais de um milhão. A informação foi dada ao público quando os organizadores subiram a um palco para um discurso em Parliament Square. De acordo com o The Guardian, alguns dos manifestantes têm mais de 90 anos e saíram às ruas em protesto pela primeira vez na vida.

As divisões são notórias e os locais escolhidos para as manifestações são também sintomáticos de um país ainda partido. Se em Londres centenas de milhares de pessoas saíram à rua a pedir um segundo referendo para a saída do Reino Unido da União Europeia, também há manifestações (muito menos numerosas) de apoio ao Brexit noutros pontos menos centrais do Reino Unido. É o caso de Mansfield, cidade a 250 quilómetros a norte de Londres, onde Nigel Farage, ex-líder do partido UKIP e um dos maiores proponentes do “Leave”, foi fotografado com cartazes próximos onde se lia “sair é sair”.

Apesar da seriedade do tema, o humor britânico também serve para comentar coisas importantes, como é visível através dos cartazes erguidos pelas centenas de milhares de pessoas — há quem fale até em um milhão de pessoas — que protestam nas ruas de Londres contra Theresa May e a saída da UE. Pode ver as imagens mais fortes da manifestação na galeria de fotografias acima.