Rádio Observador

Sporting de Braga

Abel Ferreira quer Braga fiel aos seus princípios frente ao FC Porto

Abel Ferreira assumiu já ter tentado várias formas para bater os "grandes" esta época, o que só conseguiu por uma vez, diante do Sporting, mas garante: vai "jogar para vencer" o FC Porto este sábado.

FERNANDO VELUDO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O treinador Abel Ferreira disse esta sexta-feira querer um Sporting de Braga fiel aos seus princípios na receção ao FC Porto, na 27.ª jornada da I Liga de futebol, pois “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”.

Após a derrota por 3-0 com o FC Porto, na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, Abel Ferreira assumiu já ter tentado várias formas para bater os “grandes” esta época, o que só conseguiu por uma vez, diante do Sporting, em casa (1-0), tendo somado mais três desaires, para o campeonato, em casa de leões, águias e dragões.

Questionado sobre o que falta tentar, o técnico respondeu com um adágio popular – “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura” -, manifestando vontade de ver no sábado o Sporting de Braga “competente e a nivelar a agressividade do adversário” para “discutir o resultado até ao fim”. “Temos que ser fiéis ao que acreditamos, com princípios bem definidos, uma equipa equilibrada a perceber o que nos trouxe até estas últimas oito jornadas”, disse.

Abel Ferreira garantiu que a sua equipa vai “jogar para vencer” e elogiou o FC Porto, adversário que voltará a encontrar três dias depois, na segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal. “O FC Porto vale pelo seu coletivo, é uma equipa altamente competitiva e agressiva no bom sentido, muito experiente. Não preparámos a estratégia de jogo a contar com um jogador específico. Vive muito de bolas paradas, das transições, de atacar a profundidade, mas é muito versátil”, analisou.

Para vencer os portistas, Abel Ferreira disse ter “pedido aos jogadores a melhor versão de cada um deles”. Em resposta a uma observação do técnico do FC Porto, Sérgio Conceição, Abel Ferreira frisou que não teve o plantel todo à disposição para preparar este jogo, lembrando as ausências dos internacionais Dyego Sousa (seleção principal portuguesa), Trincão (sub-20), Wilson Eduardo (Angola) e os lesionados Matheus, Ricardo Ferreira e Raul Silva.

“Temos muita confiança no nosso trabalho e no que fazemos, no nosso processo, essa tem sido a nossa força, nunca nos lamentamos se temos ou não toda a gente, a força do Braga está na sua ideia de jogo e no seu coletivo, na ambição igualamo-nos aos grandes de Portugal”, disse.

O Sporting de Braga, terceiro classificado da I Liga, com 58 pontos, e FC Porto, segundo, com 63, em igualdade com o líder Benfica, defrontam-se no sábado, às 15h30, no Estádio Municipal de Braga, em jogo da 27.ª jornada.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)